728x90 (1)

BRASIL

Banda da PM é convidada para cantar para Bolsonaro; veja

Publicados

em

Já famosa após viralizar nas redes sociais, a banda da Polícia Militar de Mato Grosso fez uma apresentação para o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), no domingo (1º), no Palácio do Planalto, no Distrito Federal, em Brasília.

O convite foi feito pelo próprio presidente por conta da repercussão da banda nas redes. Nos últimos meses, os PMs viralizaram cantando músicas de Gusttavo Lima e o louvor “Noites Traiçoeiras”. Estas, inclusive, foram as músicas que eles tocaram para Bolsonaro.

Os sete policiais que integram a banda foram à Brasília acompanhados do comandante-geral da PM, coronel Jonildo Assis.

Veja o vídeo:

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Bolsonaro coordena hoje 38ª Reunião do Conselho de Governo
Propaganda

BRASIL

TSE pede ao STF que Bolsonaro seja investigado por disseminação de fake news contra urnas

Publicados

em

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou nesta segunda-feira (2), por unanimidade, a abertura de um inquérito administrativo sobre ataques à legitimidade das eleições.

O inquérito irá investigar crimes de corrupção, fraude, condutas vedadas, propaganda extemporânea, abuso de poder político e econômico na realização desses ataques.

O plenário do TSE também aprovou, com votação unânime, um pedido ao Supremo Tribunal Federal (STF) que o presidente Jair Bolsonaro seja investigado no inquérito que apura a disseminação de fake news.

O pedido de apuração é baseado nos constantes ataques, sem provas, feitos pelo presidente da República às urnas eletrônicas e ao sistema eleitoral do país.

Bolsonaro passou os últimos dois anos e meio afirmando que houve fraudes nas eleições de 2018. Nunca apresentou provas. Na semana passada, chegou a convocar uma transmissão ao vivo para apresentar o que seriam as supostas provas, mas na ocasião admitiu não ter provas e disseminou fake news.

As medidas foram aprovadas na sessão que marcou a retomada dos trabalhos do Tribunal Superior Eleitoral após o recesso de julho. Presidente da Corte, o ministro Luís Roberto Barroso afirmou que ameaçar a realização de eleições é uma “conduta antidemocrática”.

Leia Também:  Secretário diz que Bolsonaro é parceiro da agenda de reformas

Ao apresentar seu apoio à proposta de inquérito administrativo, o ministro Alexandre de Moraes ressaltou que “com a democracia não se brinca, não se joga”.

Fonte: https://g1.globo.com/politica/noticia/2021/08/02/tse-pede-ao-stf-que-bolsonaro-seja-investigado-por-disseminacao-de-fake-news-contra-urnas.ghtml

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA