CARROS E MOTOS

Chevrolet Onix Plus Midnight aposta no estilo para conquistar

Publicados

em


source
Onix
Caue Lira/iG

Chevrolet Onix Plus Midnight da linha 2021 chega com detalhes escurecidos como diferencial em relação às demais versões

A linha Midnight vai tomando conta dos novos carros da Chevrolet no Brasil. Em outubro, foi a vez do Onix Plus revelar seu lado mais sombrio na versão que parte de R$ 81.390. Mesmo sem conectividade wi-fi, carregador por indução e serviço concierge OnStar, o modelo promete uma estratégia campeã na linha 2021.

Carros de volume não costumam ter personalidade tão marcante, mas como o Onix é o veículo mais vendido do Brasil há quase cinco anos, a Chevrolet sempre apostou em versões diferenciadas para que o cliente possa transparecer um pouco de sua personalidade. O resultado foi o sucesso das versões Activ, Lollapalooza e Effect.

Neste novo capítulo, o Onix Plus Midnight foi tomado pelo lado sombrio da força. Todos os detalhes cromados da carroceria foram pintados de preto, inclusive o logotipo da Chevrolet à frente. As rodas contam com design exclusivo na coloração preto brilhante.

Por dentro, o logotipo da Chevrolet no volante multifuncional também foi pintado de preto. O modelo segue sem maiores mudanças no interior, com a ótima central multimídia MyLink e o cluster parcialmente digital. Há espaço suficiente para quatro adultos e uma criança viajarem com total conforto e segurança, uma vez que o modelo traz 6 airbags como item de série.

Leia Também:  Chevrolet Onix RS é confirmado para o Brasil e deve chegar até o fim do mês

O porta-malas tem capacidade para 470 litros de carga, ficando bem atrás dos 521 litros do Volkswagen Virtus e dos 525 litros do Fiat Cronos  na lista dos principais rivais, que aumentou com a chegada do novo Nissan Versa, que conta com 482 litros.

Como anda?

Onix Plus
Divulgação

Chevrolet Onix Plus Midnight vai bem na cidade e na estrada com motor 1.0, turbo, de três cilindros, capaz de render 116 cavalos

A dirigibilidade do Onix Plus é uma das melhores da categoria. O volante é pequeno e bem direto, mérito da direção elétrica que garante suavidade em manobras. O motor 1.0 turbo de 116 cv de potência e 16,8 kgfm de torque responde bem ao acelerador. É uma pena que os freios traseiros ainda sejam a tambor, uma vez que o VW Virtus leva um sistema de discos sólidos. Por este motivo, a GM adotou um arranjo mais imediato de frenagem no Onix.

O câmbio automático, de seis marchas,  garante trocas suaves, rápidas e sem solavancos, entregando o torque cheio na faixa de 2 mil rotações. E mesmo quando o motorista exigir mais do acelerador em uma ultrapassagem rápida na estrada, o bom isolamento acústico irá garantir o conforto dos ocupantes. 

A fabricante divulga que o Onix Plus 1.0 automático pode acelerar de 0 a 100 km/h em 10,4 segundos, com velocidade máxima na faixa de 184 km/h. Segundo o Inmetro, o modelo pode marcar 8,6 km/l na cidade e 10,9 km/l na estrada com etanol, e 12 km/l na cidade e 15 km/l na estrada com gasolina.

Leia Também:  Audi aposta nos elétricos e outras novidades para o Brasil

A suspensão – independente na dianteira e eixo de torção na traseira – se mantém firme nas curvas. Aliada ao controle de estabilidade e tração e aos pneus largos (nas medidas 185/55 R15), faz com que o Onix Plus seja estável e seguro nas tangências. 

Conclusão

Senti falta de alguns recursos interessantes do Onix Plus Premier na versão Midnight, como internet à bordo, carregador de celular por indução e entradas USB para os passageiros. O modelo, entretanto, continua sendo um baita veículo para quem busca algo em torno de R$ 80 mil. 

O Onix Plus dificilmente perderá a majestade nos próximos anos, mesmo com a chegada de novos rivais. Tudo dependerá do apelo do recém-chegado Nissan Versa, o novo Honda City – marcado para 2021 – e da reestilização que o VW Virtus deverá receber ao final do ano que vem.

Ficha técnica

Chevrolet Onix Plus Midnight

Preço: R$ 81.390

Motor: 1.0, três cilindros, turbo, flex

Potência : 116 cv a 5.500 rpm

Torque: 16,8 kgfm (E) / 16,3 (G) a  2.000 rpm

Transmissão:  Automático, seis marchas, tração dianteira

Suspensão:Independente (dianteira e traseira) 

Freios: Discos ventilados na dianteira e tambores na traseira

Pneus: 195/55 R16 

Dimensões: 4,47 m (comprimento) / 1,73 m (largura) / 1,47 m (altura), 2,60 m (entre-eixos)

Tanque : 44 litros

Porta-malas: 469 litros 

 Consumo: 12 km/l (cidade) /15,7 km/l (estrada) com gasolina

0 a 100 km/h: 10,9 segundos 

Vel. Max: 185 km/h 

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CARROS E MOTOS

Ford Ranger de madeira impressiona pelas funcionalidades

Publicados

em

Por


source
Ford Ranger
Reprodução

Ford Ranger Raptor vem com uma riqueza de detalhes impressionantes, o que inclui até suspensão e sistema de direção funcional

A Ford Ranger Raptor é uma das picapes esportivas mais cobiçadas hoje em dia, mas acabou sendo vendida apenas em alguns países, cuja lista não inclui Brasil, EUA e outros. Mas há quem tenha dado um jeito de ter uma em casa, nem que seja em miniatura, como o artesão que resolver postar um vídeo no You Tube que mostra como ele conseguiu fazer uma réplica perfeita, de madeira.

As imagens da Ford Ranger Raptor de madeira mostram em detalhes como foi todo o processo de fabricação da picape. A habilidade e a técnica são pontos que impressionam, assim como o resultado final, com pontos que vão desde a grade dianteira, até a suspensão funcional (até com pequenas molas) e pneus com ranhuras entre os itens que mais chamam atenção.

Leia Também:  Chevrolet retoma plano para produzir novo modelo na Argentina

Com as ferramentas adequadas, também foram feitas as portas e o capô, com um nível de perfeição raro de se ver. Além da suspensão, a direção também funciona, girando as rodas de um lado para o outro. A tampa da caçamba abaixa, como no modelo em escala real, sustentada por pequenas correntes. Até os estepes não foram esquecidos.

Como é a Ranger Raptor de verdade

A Ford Ranger Raptor de verdade vem com motor 2.0, turbodiesel, sobrealimentado por duas turbinas, preparado pela Ford Performance , que rende 213 cv e brutais 51 kgfm de torque, que funciona com câmbio automático, de 10 marchas.

Entre outras mudanças, as dimensões da Ford Ranger Raptor também são diferentes das demais versões. São 5,40 metros de comprimento (+4 cm), 2,18 de largura (+17cm) e 1,87 m de altura (+6cm) e 28,3 cm de distância do solo (+5,1 cm). Além disso, o sistema de tração também é novo, o que inclui o “Baja Mode”, próprio para direção off-road. Dê uma olhada no vídeo acima.

Leia Também:  Chevrolet Bolt: revolução sobre rodas
Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA