CARROS E MOTOS

Etanol deve ganhar mais procura no Brasil do que a nova gasolina

Publicados

em


source
Etanol
Divulgação

O etanol é, ainda, um dos combustíveis mais limpos e em conta que você pode escolher hoje em dia no Brasil

A chegada da nova gasolina promete melhor consumo de combustível e melhor rendimento dos motores a combustão. Segundo a Petrobrás, esse aumento de eficiência deverá ficar na casa dos 4%. Apesar dessa evolução do combustível fóssil, segundo Silvio Shizuo, professor do departamento de Engenharia Mecânica do Centro Universitário FEI, outro benefício que a nova gasolina pode provocar, de forma indireta, é a preferência pelo etanol.

“O valor do etanol estará mais baixo em relação à gasolina a ser encontrada nos postos de abastecimento”, afirma o especialista. A redução do consumo de combustível é uma das principais metas do programa Rota 2030, criado pelo Governo Federal para suceder o Inovar-Auto, encerrado em dezembro de 2017.

“A intenção é fazer com que os veículos emitam menos gases de efeito estufa, atendendo ao acordo realizado na 21ª Conferência das Partes (ou “COP”) da Convenção-Quatro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (UNFCCC)”, lembra Silvio.

Leia Também:  VW T-Cross supera Chevrolet Onix nas vendas de julho

Produção de etanol

Etanol
Leo Fontes / O Tempo

A indústria sucro-alcooleira movimenta muito dineiro e oferece muitos empregos. É preciso valorizar a indústria nacional

O Brasil era o maior produtor de etanol, mas atualmente os Estados Unidos assumiram essa colocação. Isso acontece porque a frota norte-americana é muito maior e o governo oferece subsídios para incentivar a produção do combustível.

No Brasil, houve subsídios à produção de etanol por muitos anos, mas com o desenvolvimento da tecnologia e redução dos custos de produção, esse subsídio tornou-se desnecessário. As usinas são lucrativas com os valores atuais.

“O ideal seria trocar a oferta de subsídios por incentivo à pesquisa para aumento de produtividade e redução de custos. Por exemplo, tornar economicamente viável a produção de etanol a partir do bagaço da cana ou qualquer outro tipo de celulose, pode duplicar a produção de etanol com a mesma área cultivada”, afirma o engenheiro.

“Em relação ao Biodiesel, estamos na liderança. Fomos mais uma vez pioneiros. O teor de biodiesel adicionado ao diesel começou com 1% em 2018, atualmente é 12% e chegará a 15% em 1º de março de 2023, conforme a Resolução CNPE nº 16, de 29 de outubro de 2018 e o Despacho ANP nº 621, de 06 de agosto de 2019. O biodiesel adicionado na refinaria possibilita redução da importação de aditivo para aumento do Número de Cetano e facilita o processo de separação do enxofre”, complementa.

biodesel
FOLHA PRESS/ARQUIVO

Biodiesel ajuda na redução da importação de cetano e facilita o processo de separação do enxofre

Além disso, o especialista lembra que, no Brasil, há produção de Biogás a partir do lixo, dejetos de suínos e outros resíduos orgânicos acionando grupos geradores, em substituição ao diesel e gás natural. Diante disso, afirma que há um enorme campo para pesquisas e utilização em motores estacionários. “É possível produzir o Biometano a partir do Biogás para utilização em veículos a GNV (gás natural veicular), mas o preço não é competitivo atualmente”, explica.

Leia Também:  Paraguai suaviza quarentena em região fronteiriça com o Brasil

“Ou seja, temos um cenário rico em possibilidades de combustíveis menos agressivos ao meio ambiente (como o etanol ), mas ainda temos um caminho longo a percorrer até que todas as opções sejam viabilizadas de maneira acessível para o consumidor final”, conclui Silvio Shizuo, comaparndo os bio combustíveis a outros não renováveis como a  nova gasolina .

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

CARROS E MOTOS

Ford Ranger de madeira impressiona pelas funcionalidades

Publicados

em

Por


source
Ford Ranger
Reprodução

Ford Ranger Raptor vem com uma riqueza de detalhes impressionantes, o que inclui até suspensão e sistema de direção funcional

A Ford Ranger Raptor é uma das picapes esportivas mais cobiçadas hoje em dia, mas acabou sendo vendida apenas em alguns países, cuja lista não inclui Brasil, EUA e outros. Mas há quem tenha dado um jeito de ter uma em casa, nem que seja em miniatura, como o artesão que resolver postar um vídeo no You Tube que mostra como ele conseguiu fazer uma réplica perfeita, de madeira.

As imagens da Ford Ranger Raptor de madeira mostram em detalhes como foi todo o processo de fabricação da picape. A habilidade e a técnica são pontos que impressionam, assim como o resultado final, com pontos que vão desde a grade dianteira, até a suspensão funcional (até com pequenas molas) e pneus com ranhuras entre os itens que mais chamam atenção.

Leia Também:  Governo de SP quer aumentar IPVA para carros híbridos e elétricos

Com as ferramentas adequadas, também foram feitas as portas e o capô, com um nível de perfeição raro de se ver. Além da suspensão, a direção também funciona, girando as rodas de um lado para o outro. A tampa da caçamba abaixa, como no modelo em escala real, sustentada por pequenas correntes. Até os estepes não foram esquecidos.

Como é a Ranger Raptor de verdade

A Ford Ranger Raptor de verdade vem com motor 2.0, turbodiesel, sobrealimentado por duas turbinas, preparado pela Ford Performance , que rende 213 cv e brutais 51 kgfm de torque, que funciona com câmbio automático, de 10 marchas.

Entre outras mudanças, as dimensões da Ford Ranger Raptor também são diferentes das demais versões. São 5,40 metros de comprimento (+4 cm), 2,18 de largura (+17cm) e 1,87 m de altura (+6cm) e 28,3 cm de distância do solo (+5,1 cm). Além disso, o sistema de tração também é novo, o que inclui o “Baja Mode”, próprio para direção off-road. Dê uma olhada no vídeo acima.

Leia Também:  SUV elétrico Nissan Ariya estreia com autonomia de até 610 km
Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA