ECONOMIA

Ao vivo: Caixa explica sobre pagamento do auxílio emergencial

Publicados

em


.

Neste momento, o vice-presidente da Rede de Varejo, Paulo Henrique Angelo, atualiza informações sobre a operação de pagamento do auxílio emergencial.

Acompanhe ao vivo

Hoje é o último dia para pedir o auxílio emergencial

Para quem ainda não se cadastrou a fim de receber o auxílio emergencial de R$ 600, o prazo termina nesta quinta-feira (2), às 23h59, informou a Caixa Econômica Federal. O auxílio emergencial é um benefício financeiro destinado a trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEI), autônomos, desempregados e pessoas de baixa renda e tem por objetivo fornecer proteção emergencial no período de enfrentamento à crise causada pela pandemia do novo coronavírus.

Inicialmente proposto para vigorar por três meses, com o pagamento de três parcelas de R$ 600, o benefício foi prorrogado por mais dois meses, com o pagamento de mais duas parcelas. Pelas regras, até duas pessoas da mesma família podem receber o auxílio. Para as famílias em que a mulher seja a única responsável pelas despesas da casa, o valor pago mensalmente é de R$ 1.200.

 

Pagamento do auxílio emergencial de R$ 600 é prorrogado por mais dois meses

O presidente Jair Bolsonaro assinou na última terça (30) o decreto que prorroga, por mais dois meses, o auxílio emergencial de R$ 600, destinado aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais, autônomos, desempregados e pessoas de baixa renda durante a pandemia da covid-19. Com isso, cerca de 65 milhões de pessoas que tiveram o benefício aprovado receberão mais duas parcelas, no mesmo valor.

“Obviamente, isso tudo não é apenas para deixar a economia funcionando, viva, mas dar o sustento para essas pessoas. Nós aqui que estamos presentes sabemos que R$ 600 é muito pouco, mas para quem não tem nada é muito”, afirmou Bolsonaro em discurso no Palácio do Planalto.

Edição: Liliane Farias

Leia Também:  Ao vivo: Ministério da Saúde atualiza dados sobre covid-19

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ECONOMIA

Caixa antecipa pagamento da 2ª parcela do auxílio emergencial; veja datas

Publicados

em

A Caixa Econômica Federal anunciou hoje a antecipação do calendário da segunda parcela do auxílio emergencial 2021 para beneficiários nascidos entre fevereiro e dezembro e que não são do Bolsa Família.

O calendário segue o mês de nascimento dos beneficiários. A segunda parcela começa a ser depositada em 16 de maio, para nascidos em janeiro, e vai até 30 de maio, para quem nasceu em dezembro.

O dinheiro do auxílio só pode ser usado paga pagamentos e transferências, a princípio. Só depois de alguns dias ele é liberado para saques.

Com a mudança nas datas do depósito, o calendário de saques em dinheiro também será antecipado. Previsto inicialmente para começar em 8 de junho, os saques poderão ser feitos a partir de 31 de maio.

Vejas as novas datas para a 2ª parcela do auxílio:

Calendário de pagamento

  • Nascidos em janeiro: 16/5 (mesma data de antes)
  • Nascidos em fevereiro: 18/5 (antes era 19/5)
  • Nascidos em março: 19/5 (antes era 23/5)
  • Nascidos em abril: 20/5 (antes era 26/5)
  • Nascidos em maio: 21/5 (antes era 28/5)
  • Nascidos em junho: 22/5 (antes era 30/5)
  • Nascidos em julho: 23/5 (antes era 2/6)
  • Nascidos em agosto: 25/5 (antes era 6/6)
  • Nascidos em setembro: 26/5 (antes era 9/6)
  • Nascidos em outubro: 27/5 (antes era 11/6)
  • Nascidos em novembro: 28/5 (antes era 13/6)
  • Nascidos em dezembro: 30/5 (antes era 16/6)
Leia Também:  Ipea divulga propostas para acelerar desenvolvimento após pandemia

Calendário de saque

  • Nascidos em janeiro: 31/5 (antes era 8/6)
  • Nascidos em fevereiro: 1/6 (antes era 10/6)
  • Nascidos em março: 2/6 (antes era 15/6)
  • Nascidos em abril: 4/6 (antes era 17/6)
  • Nascidos em maio: 8/6 (antes era 18/6)
  • Nascidos em junho: 9/6 (antes era 22/6)
  • Nascidos em julho: 10/6 (antes era 24/6)
  • Nascidos em agosto: 11/6 (antes era 29/6)
  • Nascidos em setembro: 14/6 (antes era 1/7)
  • Nascidos em outubro: 15/6 (antes era 2/7)
  • Nascidos em novembro: 16/6 (antes era 5/7)
  • Nascidos em dezembro: 17/6 (antes era 8/7)

Bolsa família

Para os beneficiários do Bolsa Família, nada muda. Eles continuam a receber o auxílio emergencial da mesma forma e nas mesmas datas do benefício regular.

Para quem recebe por meio da Conta Digital, os recursos podem ser movimentados pelo aplicativo Caixa Tem e na Rede Lotérica de todo o Brasil, ou sacados por meio do Cartão Bolsa Família ou Cartão Cidadão.

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA