ECONOMIA

Caixa antecipa pagamento da 2ª parcela do auxílio emergencial; veja datas

Publicados

em

A Caixa Econômica Federal anunciou hoje a antecipação do calendário da segunda parcela do auxílio emergencial 2021 para beneficiários nascidos entre fevereiro e dezembro e que não são do Bolsa Família.

O calendário segue o mês de nascimento dos beneficiários. A segunda parcela começa a ser depositada em 16 de maio, para nascidos em janeiro, e vai até 30 de maio, para quem nasceu em dezembro.

O dinheiro do auxílio só pode ser usado paga pagamentos e transferências, a princípio. Só depois de alguns dias ele é liberado para saques.

Com a mudança nas datas do depósito, o calendário de saques em dinheiro também será antecipado. Previsto inicialmente para começar em 8 de junho, os saques poderão ser feitos a partir de 31 de maio.

Vejas as novas datas para a 2ª parcela do auxílio:

Calendário de pagamento

  • Nascidos em janeiro: 16/5 (mesma data de antes)
  • Nascidos em fevereiro: 18/5 (antes era 19/5)
  • Nascidos em março: 19/5 (antes era 23/5)
  • Nascidos em abril: 20/5 (antes era 26/5)
  • Nascidos em maio: 21/5 (antes era 28/5)
  • Nascidos em junho: 22/5 (antes era 30/5)
  • Nascidos em julho: 23/5 (antes era 2/6)
  • Nascidos em agosto: 25/5 (antes era 6/6)
  • Nascidos em setembro: 26/5 (antes era 9/6)
  • Nascidos em outubro: 27/5 (antes era 11/6)
  • Nascidos em novembro: 28/5 (antes era 13/6)
  • Nascidos em dezembro: 30/5 (antes era 16/6)
Leia Também:  Caixa paga auxílio emergencial para 3,2 milhões de beneficiários

Calendário de saque

  • Nascidos em janeiro: 31/5 (antes era 8/6)
  • Nascidos em fevereiro: 1/6 (antes era 10/6)
  • Nascidos em março: 2/6 (antes era 15/6)
  • Nascidos em abril: 4/6 (antes era 17/6)
  • Nascidos em maio: 8/6 (antes era 18/6)
  • Nascidos em junho: 9/6 (antes era 22/6)
  • Nascidos em julho: 10/6 (antes era 24/6)
  • Nascidos em agosto: 11/6 (antes era 29/6)
  • Nascidos em setembro: 14/6 (antes era 1/7)
  • Nascidos em outubro: 15/6 (antes era 2/7)
  • Nascidos em novembro: 16/6 (antes era 5/7)
  • Nascidos em dezembro: 17/6 (antes era 8/7)

Bolsa família

Para os beneficiários do Bolsa Família, nada muda. Eles continuam a receber o auxílio emergencial da mesma forma e nas mesmas datas do benefício regular.

Para quem recebe por meio da Conta Digital, os recursos podem ser movimentados pelo aplicativo Caixa Tem e na Rede Lotérica de todo o Brasil, ou sacados por meio do Cartão Bolsa Família ou Cartão Cidadão.

 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ECONOMIA

Caixa anuncia redução das parcelas de financiamento habitacional para auxiliar clientes na crise

Clientes que solicitarem poderão ter até 75% de redução da parcela mensal por período determinado. Beneficiários do Auxílio Emergencial ou do Seguro Desemprego poderão suspender temporariamente o pagamento das parcelas.

Publicados

em

O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, anunciou nesta segunda-feira (7) que o banco irá oferecer redução de até 75% no valor das parcelas de financiamento habitacional, por prazo limitado, para auxiliar os clientes em meio à atual crise financeira.

Além disso, beneficiários do Auxílio Emergencial ou do Seguro Desemprego poderão contar com uma “pausa” no pagamento das parcelas.
De acordo com Guimarães, a solicitação de redução da parcela deverá ser feita pelo App Habitação Caixa.

O desconto será concedido por prazo determinado, conforme o percentual concedido:

  • redução de até 25% da prestação por até 6 meses;
  • redução de 25% a 74,99% da prestação por até 3 meses;
  • e redução acima de 75% da prestação, mediante comprovação da perda de renda e avaliação pela Caixa.

Para ter acesso a até 74,99% de desconto por até 3 meses não será necessário qualquer tipo de comprovação ou análise.
Já os clientes que desejarem mais de 75% de desconto precisarão comprovar que perderam renda e serão submetidos a uma avaliação.

Ao final do prazo estabelecido, a cobrança volta ao valor normal e os desconto concedidos serão cobrados, proporcionalmente, até o final do contrato.

Leia Também:  Uber Táxi estreia em SP com pagamento via aplicativo

O banco enfatizou que “a taxa de juros e o prazo contratados inicialmente não sofrem alteração” mediante a concessão do desconto nas parcelas.

Suspensão de parcelas

Já a suspensão do pagamento das parcelas para quem estiver recebendo o Auxílio Emergencial em 2021 ou o Seguro Desemprego deverá ser solicitada pelo App Habitação Caixa ou por meio do telefone 0800-104-0104.
A pausa da cobrança será feita pelo prazo de até 6 meses.
“Essas medidas proporcionam às famílias a possibilidade de se reorganizarem para voltar a pagar integralmente a prestação mensal”, destacou a Caixa em comunicado à imprensa.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA