728x90 (1)

ENTRETENIMENTO

Edu Donato faz live solidária neste sábado

Publicados

em

Em entrevista a reportagem do Esporte na Rede MT, o jovem cantor Dudu Donato, fala um pouco sobre a sua historia na musica.

Tudo começou por iniciativa do seu pai em uma festa de aniversario de 15 anos de sua prima, apaixonado pela musica sertaneja, teve como inspiração o Cristiano Araujo, começou a tocar em bares e casas noturna da capital.

Dudu fazia dupla sertaneja com Pedro Henrique, tiveram bons momentos juntos porem, não deram certo, mas seguiu a carreira solo. Hoje com 22 anos de idade, completa 8 anos cantando nas noites cuiabana. Vem fazendo um ótimo trabalho com a musica sertaneja universitária.

Segundo Dudu foi muito difícil tanto para ele, quanto para toda a população, principalmente para quem trabalham nessa área, devido a pandemia do novo coronavirus. Dudu afirma que é um momento de reflexões para todos as pessoas e pensar mais no próximo.

Ele ainda relata que tudo isso ficou difícil fazer os shows, ele e seu pai Valdir Donato, começaram fazer as Live em casa somente para os familiares, vendo esse momento de dificuldade devido a pandemia fizeram a primeira Live pela pagina do cantor no mês de março. Foi um sucesso, sendo que toda a arrecadação foi doado as famílias que são atendidos pelo projeto GRUPO VOLUNTARIO FAZENDO O BEM.

Leia Também:  Veja o resultado da pesquisa para Prefeito em Cuiabá neste domingo

O projeto é formados por amigos e parceiros no qual tem a sede na região do Coxipo desde 2007, e atende pessoas de toda Cuiabá. Valdir Donato, afirma que como Conselheiro Tutelar a mais de 10 anos na capital, tem um olhar não só para defender os direitos de crianças e adolescentes como também para buscar parcerias em prol daquelas pessoas menos favorecidas.

Afirma que a sua alegria é em dose dupla primeiro é ver seu filho Dudu fazendo o que gosta que gosta, cantar, outro ponto positivo é poder realizar a segunda LIVE denominado VALENDO DOIS o evento será realizada neste sábado, 19/09 as 19:00HS, o local do evento será na cervejaria louvada na estrada do Moinho e terá um posto de arrecadações das doações, onde todas as arrecadações será destinada as pessoas que necessitam principalmente nesse momento de crise.

Devidos a pandemia da covid-19 que esta deixando muita tristeza, sofrimento, e incerteza para a população Mundial enfatizou o pai do cantor.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ENTRETENIMENTO

Morre a atriz Françoise Forton, a doutora Simone de O Clone

Françoise tinha 64 anos e lutava contra um câncer

Publicados

em

A atriz Françoise Forton faleceu no Rio de Janeiro, aos 64 anos, na tarde deste domingo, 16 de janeiro. De acordo com a coluna do jornalista Ancelmo Gois, Françoise estava internada na Clínica São Vicente há mais de 4 meses lutando contra um câncer.

Ela deixa o marido, Eduardo Barata, e o filho Guilherme Forton Viotti. A atriz fez mais de 40 novelas, mas estava sem atuar na TV desde 2019, quando participou de “Amor Sem Igual”, na Record TV.

Atualmente, Françoise Forton está no ar pela reprise de “O Clone”, no “Vale a Pena Ver de Novo”, no papel da doutora Simone, peça-chave para a descoberta de que Albieri (Juca de Oliveira) clonou Lucas (Murilo Benício) e braço direito de Deusa (Adriana Lessa) na batalha judicial pelo reconhecimeto de Léo, o clone, como filho dela.

 

A atriz também pode ser vista interpretando Gilda na reprise de “Sonho Meu” (1993), no ar de segunda a sábado pelo Canal VIVA.

Françoise já tinha tido câncer em 1989, quando estava gravando “Tieta”. Em mais de cinquenta anos de carreira na TV, fez inúmeras novelas, como “Estúpido cupido” (“1976”), “Bebê a bordo” (1988), “Tieta” (1989), “Meu bem, meu mal (1990), “Perigosas peruas” (1992) e “O Clone” (2001).

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Stefani estreia na noite deste sábado (30) no WTA 500 em Melbourne | Agência Brasil
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA