728x90 (1)

ESPORTES

Camisa de Maradona no gol com a “mão de Deus” é leiloada por R$ 44,3 milhões

Jamais a casa de leilões Sotheby”s havia obtido um valor semelhante para outro item oferecido em um leilão

Publicados

em

A camisa número 10 usada por Diego Armando Maradona no gol da “Mão de Deus” e no gol do século, nas quartas de final da Copa do Mundo de 1986 no México contra a Inglaterra, foi leiloada por 7,1 milhões de libras (cerca de 44,3 milhões).

Jamais a casa de leilões Sotheby’s havia obtido um valor semelhante para outro item oferecido em um leilão. O objeto anterior adquirido por cerca de R$ 43,9 milhões fora o manifesto olímpico de 1892.

A peça usada por Maradona naquele jogo teve um único dono nos últimos 35 anos. Trata-se do meio-campista inglês Steve Hodge, que trocou camisa com o craque argentino ao fim da partida – vencida por 2 a 1 pela Argentina. Diferentemente da tradicional camisa listrada em azul claro e branco, o uniforme é todo em azul escuro, com o número 10 estampado nas costas.

Hodge cedeu por muitos anos a camiseta para o Museu Nacional do Futebol em Manchester, mas decidiu colocá-la em leilão porque acredita ser “o momento certo para isso”. O comprador da camisa não foi divulgado.

Leia Também:  Açaí e Amazônia Azul inspiram nova camisa de aniversariante Remo

O confronto entre Inglaterra e Argentina pelas quartas de final da Copa 1986 é até hoje lembrado como um dos mais emblemáticos da história das Copas. Apesar do polêmico gol de mão de Maradona, reclamado até os dias atuais pelos torcedores ingleses, a vitória teve um gosto especial para os argentinos, que quatro anos antes perderam a Guerra das Malvinas contra o Reino Unido.

No lance, o zagueiro Hodge intercepta um passe na entrada da área e desvia a bola para seu próprio gol. Maradona, correndo em direção ao gol, subiu junto com o goleiro Peter Shilton e empurrou a bola para o gol com a mão. Os ingleses reclamaram veementemente, mas o árbitro, achando se tratar de uma cabeçada, validou o tento. Ao fim do jogo, o craque argentino reconheceu. “(O gol) foi com a cabeça de Maradona e a mão de Deus.”

A partida ainda ficou marcada pelo antológico gol de Maradona arrancando do meio de campo e driblando cinco marcadores, além goleiro, para balançar as redes do Estádio Azteca. O lance foi eleito ‘Gol do Século pela Fifa’, após votação popular.

Leia Também:  FMF altera datas e horários da segunda rodada do campeonato Mato-grossensse

Naquele ano, a Argentina chegou à final do Mundial, vencendo a Alemanha por 3 a 2 e conquistando a Copa pela segundo vez em oito anos. Maradona, que brilhava com a camisa do Napoli, passou a ser cultuado pelos argentinos como o maior jogador da história do país.

(Com Agência Estado)

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Brasileirão

De virada, Cuiabá perde para o São Paulo com pênalti polêmico e soma 6 jogos sem vitória

Publicados

em

O Cuiabá perdeu para o São Paulo por 2 a 1 jogando no Morumbi na tarde deste domingo (15) pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro e aumentou a sequência de jogos sem vitória do auriverde: 6 partidas. O Dourado até saiu na frente do placar no primeiro tempo, com Jenison, mas levou a virada na segunda etapa e ficou na bronca com o juiz após a marcação de um pênalti a favor do São Paulo.

Essa é a terceira derrota do Cuiabá na competição, que caiu para a décima terceira colocação, com 7 pontos. Após uma semana conturbada, de eliminação na Copa do Brasil e demissão do treinador, o time comandado pelo interino Iubel foi até São Paulo e não conseguiu vencer os donos da casa.

O Tricolor paulista dominou as ações do jogo na etapa inicial. Porém, o Dourado que foi para o intervalo vencendo. Aos 36, o atacante Jenison só empurrou para o fundo das redes após aproveitar rebote do chute de Alesson.

Os números do primeiro tempo mostram o domínio do São Paulo. O time paulista teve 64% de posse de bola contra 36% do Cuiabá, além de 11 finalizações diante de duas do Dourado, e 8 escanteios a favor ante duas da equipe mato-grossense.

Leia Também:  Morre Diego Maradona aos 60 anos

Na volta do intervalo o São Paulo virou a partida aos 20 minutos com gol de Calleri, após um pênalti duvidoso marcado em disputa entre André Anderson e o zagueiro Marllon. O VAR manteve a decisão de campo.

Outra reclamação do Cuiabá com a arbitragem foi a expulsão do atacante Jonathan Cafu, que havia entrado no segundo tempo. Dessa vez, porém, o VAR acionou o árbitro para revisar o lance que resultou no cartão vermelho para Cafu. Com um a mais, o São Paulo virou aos 33 em chute de Nikão após desvio em Marcão.

O Cuiabá volta a campo na próxima quarta-feira (18) pela Copa Sul-Americana contra o River Plate-URU, às 18h15 (de MT), em Montevidéu. O Clube já está eliminado

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA