728x90 (1)

Copa América

Com 11 desfalques por covid-19, Venezuela segura Colômbia e empata em 0 a 0

Publicados

em

Colômbia e Venezuela empataram por 0 a 0 na noite de hoje (17), no estádio Olímpico, em Goiânia, pela segunda rodada da Copa América. Os colombianos pressionaram durante os 90 minutos, mas a desfalcada seleção venezuelana conseguiu segurar o empate. No final do jogo, os “cafeteros” ainda terminaram a partida com o Luis Díaz expulso.

A Venezuela atuou extremamente desfalcada pela covid-19, sem 11 atletas. Dois jogadores testaram positivo antes mesmo da viagem ao Brasil e foram cortados, além de outros nove que receberam positivo em seus testes já em solo brasileiro. Na próxima rodada, a equipe colombiana permanece em Goiânia e recebe o Peru no domingo (20), às 21h. Já a Venezuela viaja até o Rio de Janeiro para enfrentar o Equador, no mesmo dia, às 18h.

FICHA TÉCNICA

Leia Também:  Palmeiras abre o placar, segura o Corinthians e garante vaga na final do Paulistão

COLÔMBIA 0x0 VENEZUELA

Competição: Copa América 2021 Data: 17/06/2021 (quinta-feira)

Horário: 18h (de Brasília)

Local: estádio Olímpico, em Goiânia

Árbitro: Eber Aquino (PAR)

Assistentes: Eduardo Cardozo (PAR) Milciades Saldivar (PAR)

VAR: Derlis Lopez (PAR)

Cartão Amarelo: Aristeguieta, La Mantía e Herrera; Campaz e Cuadrado

Cartão vermelho: Luis Díaz (Colômbia)

COLÔMBIA: Ospina; Muñoz, Mina, Sánchez e Tesillo; Barrios, Mateus Uribe, Edwin Cardona (Luis Díaz) e Cuadrado; Luis Muriel (Campaz) e Duván Zapata (Borja). Técnico: Reinaldo Rueda.

VENEZUELA: Faríñez; Alexander González (Ronald Hernández), Adrián Martínez, La Mantía, Luis Mago e Cumaná; José Martínez, Cristian Cásseres (Edson Castillo), Manzano (Yangel Herrera) e Júnior Moreno; Aristeguieta (Córdova). Técnico: José Peseiro.

Fonte: UOL Esportes

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Copa América

Copa do Brasil: após sofrer goleada, São Paulo vira a chave e mira o Vasco

Equipes se enfrentam nesta quarta, às 20h30 no jogo de ida das oitavas de final

Publicados

em

A goleada de 5 a 1 sofrida para o Flamengo pelo Campeonato Brasileiro já faz parte do passado. Assim, o São Paulo centra o foco na Copa do Brasil onde recebe o Vasco nesta quarta, às 21h30, no Morumbi, disposto a dar um primeiro passo na sequência do torneio. A partida vale pelo jogo de ida das oitavas de final e a volta acontece na semana que vem, em São Januário.

O desafio maior de Crespo é manter a regularidade do grupo. Antes da derrota para os cariocas, a equipe tricolor havia obtido um resultado contundente ao se classificar para as quartas da Libertadores diante do Racing, na Argentina. O resultado do final de semana no Rio acabou sendo uma ducha de água fria nesse processo de estabilizar o emocional do grupo.
“O resultado não refletiu o que foi o jogo (contra o Flamengo). Queremos respeitar todas as competições e sabemos que temos elenco que pode fazer isso. Mas estamos com um time em construção e o calendário não ajuda”, afirmou.
Para o confronto diante do Vasco, Crespo ainda depende de uma conversa com o departamento médico para saber com quem vai poder contar. Luciano e William têm mais chances de reaparecer. O atacante se recupera de um estiramento muscular, mas está em fase adiantada de recuperação. O volante William, com pancada no joelho, também deve estar à disposição do treinador. Já Luan e Eder devem seguir de fora.
Garantido na escalação desta noite, o zagueiro Arboleda disse que o grupo deve tirar lições da derrota sofrida no Maracanã. “Tomamos gols de bola parada por desconcentração no momento de fazer a marcação. Esses detalhes são muito importantes no momento de se definir uma partida”, comentou o jogador.
O ex-vascaíno Benítez vai ser um trunfo importante para o treinador argentino. Além da sua capacidade de criação, ele conhece muito bem o time carioca. “Jogar com seriedade e ter tranquilidade no momento de definir as jogadas. Conseguimos resultados importantes esse ano e sabemos da nossa qualidade”, disse.
Mas se o São Paulo tenta se reconstruir para seguir forte na Copa do Brasil, o Vasco vem embalado após a estreia de Lisca como treinador (goleada de 4 a 1 sobre o Guarani pela Série B). A tendência é que ele mantenha a base do time titular.
O novo comandante aposta na boa fase de Marquinhos Gabriel no meio de campo e também no faro de gol do argentino Germán Cano para tentar surpreender o São Paulo no Morumbi. Gabriel Pec e Léo Jabá devem completar o setor ofensivo.
COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Abel Ferreira diz que Palmeiras tem que “competir para ganhar”
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA