728x90 (1)

Copa libertadores

Abel quer Palmeiras forte para garantir vaga sem sustos na Libertadores

Clube enfrenta a Universidad Católica nesta quarta-feira, às 19h15, no estádio Allianz Parque

Publicados

em

Para Abel Ferreira, o bom momento da equipe não chega a ser surpresa (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

A fase não poderia ser melhor. Sete vitórias seguidas, liderança isolada no Campeonato Brasileiro e a necessidade de um simples empate em casa para seguir rumo às quartas de final da Copa Libertadores. Mas mesmo com o “vento a favor”, o técnico português Abel Ferreira cobrou rigor, disciplina e objetividade de seus comandados para o jogo desta quarta-feira, às 19h15, no estádio Allianz Parque, em São Paulo, quando decide a sua permanência no torneio sul-americano diante da Universidad Católica, do Chile.

A missão já foi facilitada pelo resultado conquistado na partida de ida, quando o time paulista venceu os chilenos por 1 a 0. Como o gol marcado na casa do adversário é critério de desempate, o Palmeiras só dá adeus ao torneio no caso de derrota a partir de 2 a 1. Um triunfo da Universidad Católica pela contagem mínima leva a vaga para os pênaltis.
Para Abel Ferreira, o bom momento da equipe não chega a ser surpresa. E a missão da comissão técnica, e também do elenco, é fazer esse período de bonança perdurar. “Isso é fruto de um trabalho do clube, da equipe técnica e também dos jogadores. Temos de manter a crença, a disciplina e o rigor dentro de campo É esse grau de exigência que devemos refletir nas partidas”, afirmou.
Apesar de ter o empate como aliado, o comandante quer o time liderando as ações e controlando o ritmo da partida. A boa fase do Palmeiras vem permitindo uma alternância no time titular diante do calendário apertado ajudando a preservar alguns atletas. “Todos já perceberam que temos uma equipe competitiva. Minha intenção sempre foi ter dois jogadores do mesmo nível por posição”, comentou.
Assim, a tendência é montar o time com um meio de campo marcador e ao mesmo tempo criativo para aproveitar a velocidade de Breno Lopes e Deyverson na frente. Gustavo Scarpa e Raphael Veiga são peças fundamentais para a armação das jogadas.
Quanto a Dudu voltar a ser titular, ele disse não ter pressa. “Temos de ter um pouco de calma. O Dudu está com uma disponibilidade mental de nos ajudar. Esse espírito é fundamental”, declarou Abel Ferreira. Apostando na necessidade de o adversário buscar o jogo, o treinador quer atenção na defesa e aposta na liderança do goleiro Weverton e do zagueiro paraguaio Gustavo Gómez para neutralizar o ataque rival.
Já a Universidad Católica vem sofrendo com desfalques. O meia Luciano Aued sofreu uma pequena fratura no pé e nem viajou com a delegação para o Brasil. Outra baixa importante é Gonzalo Tapia. O atacante se machucou na partida do final de semana contra o Colo-Colo. Para o seu lugar, o técnico Gustavo Poyet deverá escalar Edson Puch.
Com conteúdo Estadão
COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Corinthians tem a pior sequência de aproveitamento desde 2014
Propaganda

Copa libertadores

Palmeiras vence novamente Católica e avança na Libertadores

Publicados

em

Palmeiras venceu novamente a Universidad Católica por 1 a 0 na noite desta quarta-feira (21) e garantiu vaga nas quartas de final da Copa Libertadores.

Marcos Rocha marcou o gol do duelo realizado no Allianz Parque, em São Paulo, sem presença de público devido a pandemia da Covid-19.

Nas quartas de final, o Palmeiras terá um clássico contra o São Paulo pelo caminho. Em três confrontos em fases de mata-mata na Libertadores (oitavas de final em 1994, 2005 e 2006), o Tricolor venceu o Alviverde em todas as oportunidades.

PALMEIRAS DOMINA CATÓLICA PARA CARIMBAR VAGA NO ALLIANZ

Assim como no jogo de ida, a Universidad Católica também criou boas chances com a bola parada. Aos nove minutos, Lanaro aparou falta cobrada pela esquerda e Zampedri emendou de voleio para Weverton defender no meio da meta.

A resposta do Palmeiras veio aos 14 minutos. Wesley lançou Gustavo Scarpa na linha de fundo e o meia cruzou para Deyverson testar rente ao poste direito.

Nova chance criada pelo Palmeiras aos 16 minutos. Wesley recebeu na esquerda, puxou para o meio e finalizou para Pérez espalmar. No rebote, Deyverson arrematou de voleio no travessão.

Leia Também:  Na Argentina, Santos e Boca abrem semifinal da Libertadores

Perez salvou novamente a Católica aos 18 minutos. Danilo fez belo lançamento para Wesley, que cara a cara com o goleiro, finalizou firme e a bola explodiu no rosto do arqueiro.

Na cobrança de escanteio, Gustavo Scarpa bateu no miolo da área e Deyverson testou firme para Pérez espalmar e a bola acertar o travessão.

A pressão do Palmeiras resultou em gol aos 35 minutos. Wesley cruzou da esquerda e Raphael Veiga finalizou rasteiro no poste esquerdo, mas Marcos Rocha apanhou o rebote e finalizou cruzado para vencer Pérez.

O Palmeiras seguiu criando chances na segunda etapa. Logo aos oito minutos, Marcos Rocha cruzou da direita e Renan finalizou de carrinho no segundo poste para Pérez fazer nova grande intervenção.

A Católica voltou a assustar aos 18 minutos. Após cobrança de escanteio da esquerda, Felipe Gutiérrez resvalou de cabeça e Valencia cabeceou rente ao travessão.

Pérez evitou o segundo gol do Palmeiras aos 28 minutos. Breno Lopes aproveitou sobra de escanteio na entrada da área e encontrou Zé Rafael na área, com o volante limpando a jogada e finalizando para defesa do goleiro.

Leia Também:  Com dois de Brenner, São Paulo derrota Fluminense no Maracanã

Deyverson perdeu chance incrível aos 33 minutos. Breno Lopes deu belo passe para Dudu na área, que ajeitou de calcanhar para o centroavante finalizar em cima da marcação.

Pérez seguiu inspirado aos 36 minutos. Zé Rafael recebeu na intermediária e de média distância finalizou cruzado para o goleiro defender em dois tempos.

O Palmeiras teve ainda mais uma chance para ampliar o marcador aos 44 minutos. Gustavo Scarpa tabelou com Gabriel Veron e finalizou na rede pelo lado de fora.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA