728x90 (1)

ESPORTES

She Believes: Brasil desencanta no 2º tempo e derrota Argentina

Publicados

em

She Believes: Brasil desencanta no 2º tempo e derrota Argentina

A seleção brasileira feminina de futebol teve mais dificuldades que o previsto no primeiro tempo, mas desencantou na etapa final e estreou com vitória no She Believes, torneio amistoso disputado nos Estados Unidos e que serve de preparação para a Olimpíada de Tóquio, no Japão. Nesta quinta-feira (18), o Brasil derrotou a Argentina por 4 a 1 no Exploria Stadium, em Orlando. O time comandado por Pia Sundhage volta a campo no domingo (21), às 17h (horário de Brasília), contra as norte-americanas, atuais campeões mundiais.imagem18-02-2021-23-02-24imagem18-02-2021-23-02-30

FIM DE JOGO! 🇧🇷 4×1 🇦🇷 | #BRAxARG 📺 – SporTV pic.twitter.com/Oq9NamYt5S

— CBF Futebol (@CBF_Futebol) February 18, 2021

A ausência das volantes Luana e Formiga, que não foram liberadas pelo PSG (França) devido à pandemia do novo coronavírus (covid-19), foi sentida no meio-campo, especialmente nos primeiros minutos. Sem a experiente dupla, Pia preencheu o setor com Júlia Bianchi na cabeça de área e um trio ofensivo formado por Adriana, Marta e Chú atuando mais próximas das atacantes Debinha e Bia Zaneratto. Na defesa, a técnica escalou Tainara ao lado de Rafaelle na zaga, Tamires no lado esquerdo e Camilinha (que também joga como meia) no direito. No gol, Aline Reis foi escolhida na disputa interna com Bárbara e Lelê.

Com menos compactação que o esperado, as brasileiras erraram muitos passes na construção das jogadas e deram espaços para investidas da Argentina nas bolas longas, tentando surpreender as linhas altas da equipe de Pia. Aos 21 minutos, Aline teve que dar uma de líbero para desarmar a atacante Sole Jaimes, lançada com liberdade às costas da defesa, que estava postada quase no círculo central. A marcação apertada das rivais, alertada pela técnica na última quarta-feira (17), atrapalhou a saída de jogo a partir do quarteto defensivo.

Leia Também:  Coluna - A última dança | Agência Brasil

Ainda assim, a primeira chance foi do Brasil. Aos 20 minutos, após um escanteio a meia altura cobrado por Marta, Debinha desviou de primeira, perto da pequena área, mandando rente à trave esquerda. Pouco depois, aos 28 minutos, a seleção brasileira, enfim, abriu o placar. Adriana (que é atacante no Corinthians, mas joga como meio-campista com Pia) conseguiu se desvencilhar da marcação argentina, invadiu a área e foi derrubada pela zagueira Aldana Cometti. Marta bateu o pênalti no canto esquerdo da goleira Solana Pereyra, que se esticou, mas não chegou na bola.

ESTREIA COM VITÓRIA! A Seleção Brasileira Feminina começou voando no Torneio She Believes. Goleada por 4 a 1 contra a Argentina! Domingo tem mais, hein? ⚽ – Marta ⚽ – Debinha ⚽ – Adriana ⚽ – Geyse Fotos: Sam Robles / CBF pic.twitter.com/hQith33pR9

— CBF Futebol (@CBF_Futebol) February 18, 2021

O Brasil voltou do intervalo com três mudanças: Lelê no lugar de Bárbara, Bruna Benites na vaga de Tamires (levando Camilinha para a lateral esquerda) e Andressinha na função de Júlia Bianchi. No primeiro minuto, Andressinha inverteu o jogo para Marta na esquerda. A camisa 10 achou Bia Zaneratto na entrada da área. A Imperatriz dominou e achou Debinha, que apareceu entre as zagueiras e bateu na saída de Pereyra. Na sequência, aos oito minutos, Debinha recebeu na intermediária e rolou para Adriana invadir a área e fazer o terceiro.

Leia Também:  Quatro seleções paralímpicas são convocadas para treinos

O bom reinício de jogo brasileiro não intimidou as argentinas, que mantiveram a postura de marcação forte e das bolas longas para contra-atacar. Foi assim que, aos 19 minutos, Yamila Rodríguez dominou na esquerda e cruzou. A também atacante Mariana Larroquette apareceu na esquerda, às costas de Camilinha, e cabeceou no canto de Lelê para diminuir.

No desenrolar da etapa final, Pia mexeu mais vezes. No ataque, trocou Bia Zaneratto por Cristiane. No meio, tirou Chú (que saiu com dores) e promoveu a estreia da jovem Ivana Fuso, brasileira de 19 anos, criada na Alemanha e que defendeu as seleções de base do país europeu. Mudou, também, ao colocar Geyse na vaga de Adriana (que também deixou o gramado sentindo). O sangue novo resultou no quarto gol. Aos 36 minutos, Cristiane deu belo passe para Geyse dominar na direita, dentro da área, e finalizar cruzado e fechar o placar.

Fonte: agenciabrasil.ebc.com.br/esportes/noticia/2021-02/she-believes-brasil-desencanta-no-segundo-tempo-e-derrota-argentina

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Brasileirão

De virada, Cuiabá perde para o São Paulo com pênalti polêmico e soma 6 jogos sem vitória

Publicados

em

O Cuiabá perdeu para o São Paulo por 2 a 1 jogando no Morumbi na tarde deste domingo (15) pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro e aumentou a sequência de jogos sem vitória do auriverde: 6 partidas. O Dourado até saiu na frente do placar no primeiro tempo, com Jenison, mas levou a virada na segunda etapa e ficou na bronca com o juiz após a marcação de um pênalti a favor do São Paulo.

Essa é a terceira derrota do Cuiabá na competição, que caiu para a décima terceira colocação, com 7 pontos. Após uma semana conturbada, de eliminação na Copa do Brasil e demissão do treinador, o time comandado pelo interino Iubel foi até São Paulo e não conseguiu vencer os donos da casa.

O Tricolor paulista dominou as ações do jogo na etapa inicial. Porém, o Dourado que foi para o intervalo vencendo. Aos 36, o atacante Jenison só empurrou para o fundo das redes após aproveitar rebote do chute de Alesson.

Os números do primeiro tempo mostram o domínio do São Paulo. O time paulista teve 64% de posse de bola contra 36% do Cuiabá, além de 11 finalizações diante de duas do Dourado, e 8 escanteios a favor ante duas da equipe mato-grossense.

Leia Também:  Fluminense estreia no Carioca de olho na final da Copa do Brasil

Na volta do intervalo o São Paulo virou a partida aos 20 minutos com gol de Calleri, após um pênalti duvidoso marcado em disputa entre André Anderson e o zagueiro Marllon. O VAR manteve a decisão de campo.

Outra reclamação do Cuiabá com a arbitragem foi a expulsão do atacante Jonathan Cafu, que havia entrado no segundo tempo. Dessa vez, porém, o VAR acionou o árbitro para revisar o lance que resultou no cartão vermelho para Cafu. Com um a mais, o São Paulo virou aos 33 em chute de Nikão após desvio em Marcão.

O Cuiabá volta a campo na próxima quarta-feira (18) pela Copa Sul-Americana contra o River Plate-URU, às 18h15 (de MT), em Montevidéu. O Clube já está eliminado

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA