728x90 (1)

ESPORTES

União marca no fim de cada tempo e abre vantagem sobre o Boa Esporte no 1º jogo do mata-mata

Colorado abriu o placar aos 43 do primeiro tempo e ampliou aos 49 da etapa final; Coruja precisa de reação na segunda partida, em Varginha

Publicados

em

União e Boa Esporte no Estádio Luthero Lopes, em Rondonópolis, no mata-mata da Série D (Foto: Reprodução/CBF TV)

Emoção em cada final!

O União venceu o Boa Esporte por 2 a 0, neste sábado (11), no Estádio Luthero Lopes, em Rondonólpolis (MT) e abriu vantagem no mata-mata da segunda fase da Série D. O Colorado dominou a maior parte da partida, mas esbarrava nas defesas do goleiro Tom. O time da casa, no entanto, conseguiu furar a barreira boveta e marcou nos minutos finais de cada tempo: com Tom (aos 43 da etapa inicial) e Lucas Bahia (aos 49 do segundo tempo).

Como que fica?

Com a vitória, o União Rondonópolis pode empatar ou até mesmo perder por um gol de diferença para o Boa Esporte, em Varginha, para ficar com a vaga. A Coruja precisa vencer por dois gols de vantagem para levar a decisão para os pênaltis. A vitória por três ou mais gols dá a vaga para a equipe boveta.

Primeiro tempo

Jogando em casa, o União Rondonópolis se impôs desde o primeiro minuto. O Colorado ficou a maior parte do tempo com a bola e criou chances de ataque, principalmente, nos lances comandados por Peixinho, Picachu, Heltinho e Tiarinha. Aos 12 minutos, o União teve a chance de abrir o placar com Heltinho, mas Tom salvou o Boa Esporte. Após o susto, a Coruja começou a tentar ficar com a bola. E conseguiu levar perigo aos 36 minutos, quando Neneca fez grande defesa no chute de longe de Romeu. Quando parecia que o primeiro tempo terminaria com o placar sem ser alterado, o zagueiro Tom aproveitou cobrança de escanteio de Picachu e, de cabeça, abriu o marcador para o Colorado aos 43 minutos.

Leia Também:  SUS terá exclusividade sobre a CoronaVac, afirma Ministério da Saúde | Agência Brasil

Segundo tempo

Em busca do empate, o Boa Esporte voltou procurando mais o jogo e ficando mais com a posse de bola. As jogadas da Coruja eram concentradas no campo de ataque, mas esbarravam ou na defesa do União ou em erro de passes dos próprios jogadores bovetas. Enquanto via o Boa tentando ficar com a bola, o União buscava os contra-ataques e levava perigo com a velocidade de Picachu. O Colocado, no entanto, parava nas defesas de Tom. O time da casa, no entanto, insistiu e deu números finais ao jogo aos 49 minutos. Na única falha do goleiro boveta no jogo, ele saiu mal e deu a bola de presente para Juninho. O jogador colorado lançou para Picachu e, após bate e rebate, a sobra ficou com Lucas Bahia, que matou o jogo.

Jogo decisivo!

Para ver quem fica com a vaga, Boa Esporte e União Rondonópolis voltam a se enfrentar no próximo sábado (18). A partida ocorre às 17h no Estádio Melão, em Varginha.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Brasileirão

Cuiabá reverte desvantagem de dois gols, empata com o Fluminense e segue sonhando com G6

Publicados

em

O Cuiabá conseguiu um importante resultado na briga pelo G6 do Campeonato Brasileiro. Há pouco, a equipe comandada pelo treinador Jorginho empatou em 2 a 2 com o Fluminense, após sair perdendo por 2 a 0 no primeiro tempo.

Com o resultado, o Fluminense fica em 8º, com 29 pontos. Já o Cuiabá está uma posição abaixo, em 9º, com 28 pontos.

O Cuiabá volta a campo no próximo domingo (26), contra o Atlético Goianiense, em partida que será disputada no estádio Antônio Accioly, em Goiânia (GO). No mesmo dia, o Fluminense encara o Bragantino, no Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ).

O jogo – Mesmo jogando fora de casa, o Fluminense precisou de apenas quatro minutos para abrir o placar. Luiz Henrique avançou pelo lado direito, chutou de fora da área e venceu o goleiro Walter, marcando um golaço.

O Tricolor carioca ainda ampliou aos 19, quando, após tabela pelo lado esquerdo, Danilo Barcelos cruzou na área e Bobadilla cabeceou, sem chances para Walter. A chance para o Dourado ampliar veio dois minutos depois, quando Lucas Ramon cruzou para na área e Samuel tentou cortar, mas acabou atingindo Rafael Elias.

Leia Também:  Com vitória, Ceni iguala retrospecto pelo Fortaleza em clássicos

O árbitro viu pênalti e Jonathan Cafu foi para a cobrança. O atacante bateu no canto esquerdo e o goleiro Marcos Felipe chegou a pular na bola, mas não alcançou.

No segundo tempo, logo aos 4 minutos, Luiz Henrique tocou para Nonato na área. O volante bateu e marcou o terceiro do Fluminense. Porém, após checagem no VAR, a arbitragem entendeu que Caio Paulista, em posição irregular, atrapalhou Walter no lance. Assim, o gol acabou anulado.

O Cuiabá tentou pressionar, mas foi o Fluminense que criou uma boa oportunidade aos 12 minutos. Caio Paulista avançou e arriscou de fora da área. A bola passou perto da meta defendida por Walter.

O Tricolor seguiu pressionando e, aos 22, Luiz Henrique tentou chutar dentro da área, mas Marllon fez o corte. Pouco depois, o atacante recebeu de Lucca e chutou no canto para grande defesa do goleiro Walter.

Além de conseguir suportar a pressão do Fluminense, o Cuiabá ainda conseguiu chegar ao empate, aos 30. Felipe Marques recebeu de Yesus Cabrera e, livre, chutou para deixar tudo igual.

Leia Também:  Remo e Manaus se reencontram por vaga na decisão da Copa Verde

O Tricolor ainda teve grande oportunidade de desempatar a partida, aos 44 do segundo tempo. Arias fez jogada individual e bateu forte de fora da área. Walter, porém, impediu o gol dos cariocas. Aos 46, John Kennedy pegou de primeira e a bola passou perto do gol.

No final, o Cuiabá ainda teve o zagueiro Marllon expulso, por deixar o braço em Yago Felipe. Desta forma, o defensor desfalca o Dourado no jogo contra o Atlético-GO.

Após a expulsão, o Fluminense ainda teve outras chances, tornando o final da partida dramático para o Cuiabá. Na primeira, Cazares cobrou falta por cima do gol. Aos 55, Lucca cabeceou e a bola passou perto do gol.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA