728x90 (1)

Coronavirus

14% da população cuiabana já se infectou com o novo coronavírus

Publicados

em

Dados do boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), desta sexta-feira (4), demonstram que 14% da população de Cuiabá já se infectaram com o novo coronavírus. A capital mato-grossense lidera no número de casos confirmados da doença.

Conforme o painel, 87.249 casos de covid-19 foram registrados em Cuiabá. Levando em consideração a população de 618.124, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2020, 14% das pessoas da capital mato-grossense já foram acometidas pela doença.

O boletim aponta também que 414.560 casos de covid-19 foram registrados em Mato Grosso, desde o começo da pandemia. Isso significa dizer que, do total de casos, 21% ocorreram na população cuiabana.

Rondonópolis fica em segundo lugar com maior número de casos. Com 30.098 casos confirmados de covid-19, 12% da população rondonopolitana já contraiu a doença, uma vez que o município conta com 236.042 pessoas. Rondonópolis corresponde a 7% do número total de casos no estado.

Em seguida, 9% dos várzea-grandenses também foram infectados com o novo coronavírus. Em relação ao número de casos de Mato Grosso, Várzea Grande registrou 6,9% de contaminações.

Leia Também:  TCE e MPF serão convidados para participar do Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus

Sinop se aproxima dos dados de Cuiabá, também com 14% da população contaminada, já que 14.005 pessoas moram no município. Do número de casos confirmados no território mato-grossense, 4% foram em Sinop.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (87.249), Rondonópolis (30.098), Várzea Grande (28.698), Sinop (20.473), Sorriso (14.189), Tangará da Serra (14.181), Lucas do Rio Verde (12.680), Primavera do Leste (10.724), Cáceres (8.849) e Alta Floresta (7.930).

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Coronavirus

Exame detecta variante da Índia em adolescente de 15 anos

Delta é vista com preocupação, pois pode infectar quem já teve a doença ou tomou apenas primeira dose

Publicados

em

O primeiro caso da variante Delta em Cuiabá foi detectado no exame de uma adolescente de 15 anos, que testou positivo para Covid-19 duas vezes entre março e julho deste ano. No Brasil, essa mutação já foi registrada 169 vezes.

A principal preocupação sobre a variante Delta, inicialmente identificada na Índia, não é que ela deixa as pessoas mais doentes, mas que se dissemina mais rapidamente entre as pessoas, aumentando infecções e internações entre não vacinados.

Ela é classificada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como uma das “variantes preocupantes”, por terem possibilidade de gerar reinfecção naqueles que já tiveram Covid-19 ou de, possivelmente, escapar da cobertura vacinal em quem tomou apenas a primeira dose.

De acordo com o Inac, laboratório responsável pelo exame, a adolescente foi contaminada com Covid-19 pela primeira vez em março.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Governo de MT entrega 20 mil cestas básicas e assina Protocolo de Intenções para proteção dos indígenas
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA