728x90 (1)

Coronavirus

Prefeitura de Várzea Grande abre pré-cadastro para vacinação contra Covid-19 para pessoas de 25 a 29 anos

Dos 32.080 casos confirmados desde o início da pandemia, 30.408, foram recuperados. Os dados são desse domingo (18)

Publicados

em

A Prefeitura de Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, vai abrir, a partir de quarta-feira (21), o pré-cadastro para vacinação contra Covid-19 para pessoas com idade entre 25 e 29 anos, sem comorbidades.

A decisão foi tomada após reunião entre o prefeito Kalil Baracat e o secretário municipal de Saúde, Gonçalo de Barros.

Segundo o prefeito, o índice de cura no município chega a 94,79% do total geral dos infectados. Dos 32.080 casos confirmados desde o início da pandemia, 30.408, foram recuperados. Os dados são desse domingo (18).

Segundo o secretário de Saúde, haverá uma força-tarefa para vacinar as pessoas já cadastradas, para então poder vacinar os novos cadastrados da nova faixa etária de 25 a 29 anos.

Além disso, continuam os programas corujão e corujinha da vacinação, com a imunização de idosos acima de 60 anos, gestantes, puérperas, trabalhadores do setor da indústria e dos grupos prioritários.

Nesta terça-feira (20), a vacinação será realizada no Ginásio Poliesportivo Fiotão, das 8h às 16h, e nas Clínicas Médicas do Univag, das 16h às 22h. Serão vacinadas as pessoas agendadas e confirmadas.

Leia Também:  Coreia do Norte registra primeiro caso suspeito de Covid-19

Idosos acima de 60 anos poderão ir a um destes locais de vacinação de forma espontânea.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Coronavirus

Exame detecta variante da Índia em adolescente de 15 anos

Delta é vista com preocupação, pois pode infectar quem já teve a doença ou tomou apenas primeira dose

Publicados

em

O primeiro caso da variante Delta em Cuiabá foi detectado no exame de uma adolescente de 15 anos, que testou positivo para Covid-19 duas vezes entre março e julho deste ano. No Brasil, essa mutação já foi registrada 169 vezes.

A principal preocupação sobre a variante Delta, inicialmente identificada na Índia, não é que ela deixa as pessoas mais doentes, mas que se dissemina mais rapidamente entre as pessoas, aumentando infecções e internações entre não vacinados.

Ela é classificada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como uma das “variantes preocupantes”, por terem possibilidade de gerar reinfecção naqueles que já tiveram Covid-19 ou de, possivelmente, escapar da cobertura vacinal em quem tomou apenas a primeira dose.

De acordo com o Inac, laboratório responsável pelo exame, a adolescente foi contaminada com Covid-19 pela primeira vez em março.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Juventude sai na frente contra CRB pela Copa do Brasil
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA