728x90 (1)

MATO GROSSO

Entidades temem destruição de rio e são contra PCH em MT

Audiência pública foi realizada a toque de caixa

Publicados

em

Grãos Especiais e Irrigantes de Mato Grosso (APROFIR), participou nesta terça-feira (03), em Primavera do Leste de uma audiência pública promovida pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema-MT), onde tratou sobre o processo de licenciamento ambiental da PCH Entre Rios. Além da APROFIR também estiveram presentes produtores rurais, representantes da sociedade civil organizada e lideranças indígenas Xavantes.

O presidente da APROFIR, Otávio Palmeira em sua fala, criticou a realização da audiência pública a toque da caixa, sem um prévio cuidado por parte da Sema-MT em comunicar com antecedência a data do evento, aos principais interessados em discutir o tema de relevância importância para a região e para o meio ambiente. “Nós da Associação, que defendemos os Irrigantes e a irrigação, que tem Primavera do Leste, como um forte Polo de Irrigação do Mato Grosso, também fomos pegos de surpresa com esta audiência, e por isso não concordamos na forma que ela está sendo conduzida, e a APROFIR já enviou um oficio ao Ministério Público e também para Sema-MT para que esta audiência pública seja cancelada, e assim uma nova seja organizada com todos os interessados na questão a ser realizada na forma presencial, na cidade de Primavera do Leste”, destacou.

Leia Também:  Polícia fecha centro de vacinação clandestino contra Covid-19 na Alemanha

As lideranças e Associações das Terras Indígenas (TIs) São Marcos, Areões, Pimentel Barbosa e Sangradouro, destacando a Cooperativa Indígena Sangradouro/Volta Grande (Cooigrandesan), produtores rurais e a sociedade civil organizada, de forma unânime são contrários ao empreendimento da iniciativa privada. Em nota se pronunciaram “Não concordamos com a forma ilegítima como este processo está sendo conduzido”.

No oficio dirigido à Promotoria de Justiça Estadual e a Sema-MT, a APROFIR listou uma série de argumentos desqualificando a legitimidade da audiência pública, como a de falta de publicidade, a brevidade nos convites a associações e interessados. A PCH Entre Rios é de responsabilidade da Entre Rios Energia Ltda., empresa integrante do Grupo Bom Futuro.

Da Assessoria

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MATO GROSSO

Bombeiros confirmam 2ª morte em desabamento de empresa no Distrito Industrial

Publicados

em

O 3° Batalhão Bombeiro Militar de Rondonópolis confirmou a segunda morte no desabamento de parte da estrutura de uma empresa de fertilizantes, localizada no Distrito Industrial de Rondonópolis, ocorrido na manhã deste sábado (14).

De acordo com a corporação, pelo menos 5 trabalhadores ficaram presos nas ferragens da estrutura. De acordo com os bombeiros, 19 homens foram destacados para a operação de resgate das vítimas.

Para agilizar o atendimento foram utilizados 2 caminhões tipo munck e uma pá carregadeira. Mesmo com agilidade dos Bombeiros, que chegaram na região instantes depois do acidente, duas pessoas foram resgatadas sem vida.

Outras duas vítimas foram tiradas dos escombros com vida e foram encaminhadas pelo SAMU para o Hospital Regional. Uma das vítimas conseguiu sair completamente ilesa do desabamento.

Ainda segundo a equipe de salvamento, o silo da empresa estava carregado. As vítimas ficaram presas debaixo de uma estrutura com cerca de 40 mil quilos.

As causas do acidente serão investigadas.

Da Redação

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Representantes da AMA-MT se une ao SINDMAPP-MT e fortalece a manifestação contra o aumento do gás GNV
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA