728x90 (1)

MATO GROSSO

Hipermercado Extra encerra as atividades em Cuiabá no dia 31

Anúncio foi feito aos funcionários nesta quarta; em um dos imóveis será aberto Assaí Atacadista

Publicados

em

A rede Hipermercado Extra vai encerrar por completo as atividades em Mato Grosso no dia 31 de agosto. A decisão foi comunicada aos funcionários na tarde desta quarta-feira (5).

As últimas duas unidades que restam no Estado estão localizadas nas avenidas Fernando Correa da Costa e Miguel Sutil, ambas em Cuiabá.

A unidade instalada em Várzea Grande já havia fechado as portas em outubro do ano passado. O empreendimento estava há sete anos em funcionamento.

Já a unidade da Fernando Correa foi aberta em 2010 e a da Miguel Sutil em 2013, um ano antes da Copa do Mundo, que ocorreu no Brasil e teve Cuiabá como uma das subsedes.

Conforme apurou a reportagem, no lugar do hipermercado da Fernando Corrêa será aberta mais uma unidade da rede atacadista Assaí, que pertence ao Grupo Pão de Açucar (GPA), que também é dono do Extra.

Não há informações sobre o destino do imóvel alugado pelo grupo na Miguel Sutil.

Com isso, alguns funcionários que seriam dispensados por conta do fechamento vão passar por nova entrevista de contratação a partir do dia 15 de setembro.

Leia Também:  Auremir se despede do Cuiabá nas redes sociais: "Cheguei jogador e saio torcedor"

Conversão

A movimentação sobre a conversão no fechamento dos hipermercados Extra para abertura do Assaí foi anunciada em fevereiro no plano estratégico da empresa para 2020.

Segundo o grupo, tudo faz parte do processo de transformação e fortalecimento do portfólio do GPA, que inclui, ainda, a revitalização e abertura de lojas orgânicas do Pão de Açúcar; a conversão de Extra Supermercados para Mercado Extra.

A informação é de que 20 hipermercados Extra serão convertidos em Assaí até 2021. Destes, cinco lojas deveriam ser inauguradas no primeiro semestre e outras cinco no segundo desse ano. Outras dez unidades de Extra Hiper estão em estudo para venda ou fechamento.

Fonte: Mídia News

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MATO GROSSO

Projeto em andamento: Duplicação do Anel Viário também deve ser anunciada

Publicados

em

Com o anúncio de convênio entre Prefeitura e Governo do Estado para as obras de reestruturação do Distrito Industrial Rondonópolis (Distrito Antigo) nesta sexta-feira (1), a expectativa agora permanece com relação a outra obra muito esperada e alvo de cobranças constantes em Rondonópolis: a recuperação e duplicação do Anel Viário. Havia expectativa de que o Governo do Estado também anunciasse a realização da obra, porém isso acabou não ocorrendo.

As informações são de que a obra de duplicação do Anel Viário, que inclusive, já foi prometida pela Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística, como mostrou recentemente o A TRIBUNA, não foi anunciada nessa ocasião em função do projeto ainda não ter sido concluído pelo Estado.

A obra prevê a duplicação do Anel Viário ao longo de todo o trecho, com construção de nova pista e recuperação da atual. São estimados investimentos na ordem de R$ 20 milhões no local.

Hoje, o Anel Viário é um dos gargalos no tráfego de veículos pesados em Rondonópolis e constantemente alvo de críticas pelas péssimas condições, com pista tomada pelos buracos.

Leia Também:  Dono de posto de combustível é alvo de operação da PF em Cuiabá por tráfico de drogas

Mesmo com a não divulgação do início das obras nesta sexta-feira em reunião entre o governador Mauro Mendes e o prefeito José Carlos do Pátio, a previsão é de que o Governo do Estado anuncie a construção da duplicação nas próximas semanas, assim que o projeto de engenharia esteja concluído

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA