728x90 (1)

Coronavirus

Mato Grosso ultrapassa 1 milhão de casos de Covid-19 e ocupação de UTI sobre para 70%

Há 385 internações em UTIs públicas e 275 em enfermarias públicas; taxa de ocupação está em 70% para UTIs e 32% em enfermaria

Publicados

em

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta segunda-feira (19.07), 474.939 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 12.508 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 1.334  novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 474.939 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 10.014 estão em isolamento domiciliar e 450.943 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 385 internações em UTIs públicas e 275 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 70,26% para UTIs adulto e em 32% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (97.198), Rondonópolis (33.714), Várzea Grande (31.894), Sinop (22.948), Sorriso (16.645), Tangará da Serra (16.229), Lucas do Rio Verde (14.303), Primavera do Leste (12.310), Cáceres (10.343) e Barra do Garças (9.216).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

Leia Também:  Governo sanciona lei que inclui guias e técnicos esportivos em programa de auxílio financeiro

O documento ainda aponta que um total de 369.769 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 477 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

No domingo (18.07), o Governo Federal confirmou o total de 19.376.574 casos da Covid-19 no Brasil e 542.214 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país tinha 19.342.448 casos da Covid-19 no Brasil e 541.266 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados desta segunda-feira (19.07).

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

Coronavirus

Exame detecta variante da Índia em adolescente de 15 anos

Delta é vista com preocupação, pois pode infectar quem já teve a doença ou tomou apenas primeira dose

Publicados

em

O primeiro caso da variante Delta em Cuiabá foi detectado no exame de uma adolescente de 15 anos, que testou positivo para Covid-19 duas vezes entre março e julho deste ano. No Brasil, essa mutação já foi registrada 169 vezes.

A principal preocupação sobre a variante Delta, inicialmente identificada na Índia, não é que ela deixa as pessoas mais doentes, mas que se dissemina mais rapidamente entre as pessoas, aumentando infecções e internações entre não vacinados.

Ela é classificada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como uma das “variantes preocupantes”, por terem possibilidade de gerar reinfecção naqueles que já tiveram Covid-19 ou de, possivelmente, escapar da cobertura vacinal em quem tomou apenas a primeira dose.

De acordo com o Inac, laboratório responsável pelo exame, a adolescente foi contaminada com Covid-19 pela primeira vez em março.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Governo apresenta plano de execução e vai auxiliar trabalhadores da cultura e municípios a acessarem recursos
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA