MUNDO

Armado com faca, homem é preso na rua onde ocorreu atentado em 2013 na França

Publicados

em


source
Desde a morte de professor no país há 2 semanas, França vem registrando novos casos de terrorismo
Reprodução Twitter

Desde a morte de professor no país há 2 semanas, França vem registrando novos casos de terrorismo

Um homem nascido no Afeganistão foi preso no início da tarde desta quinta (29) na cidade de Lyon, no sudeste da França, portando uma faca de 30 centímetros , quando tentava entrar em um bonde. As informações são da AFP.

O acusado vestia uma Jelaba, peça de roupa tradicional usada por arábes, uma jaqueta militar e balançava a faca com as mãos. Muitas pessoas ao seu redor ligaram a polícia que conseguiram detê-lo antes de qualquer ação cometida.

O suspeito foi levado para a sede da força de segurança e o caso foi levado para o serviço de inteligência francesa, que investiga as motivações e possíveis associações terroristas.

Leia Também:  Homem agride bebê de 45 dias e mulher em Santa Catarina

De acordo a BFM TV, emissora de televisão do país, o homem é um imigrante afegão , nascido em 1994, e passará por exames psicológicos , pois ele teria dito aos policiais que os deteram que ouviu vozes mandando ele matar outras pessoas.

Na mesma rua, há 7 anos, em 2013, um inegrante do grupo Estado Islâmico escondeu uma bomba de fabricação caseira no local, ferindo 13 pessoas.

Ainda na manhã desta quinta, em Nice , também na França, um ataque à faca em frente a basílica de Notre Dame matou três pessoas . O autor do ataque foi baelado pela polícia e foi levado ao hospital em estado grave. A polícia também investiga o caso como  terrorismo .



Fonte: IG Mundo

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

MUNDO

Embaixadora que agrediu funcionária em Brasília volta para as Filipinas

Publicados

em

Por


source
Embaixadora das Filipinas
Reprodução

Embaixadora que agrediu empregada em Brasília volta para as Filipinas

A embaixadora das Filipinas no Brasil,  Marichu Mauro, deixou o Brasil na madrugada desta terça-feira (3) e voltou ao país asiático. O retorno ocorreu no mesmo dia em que o presidente  Jair Bolsonaro (sem partido) tornou sem efeito um decreto publicado no dia 7 de outubro, que iria admitir a embaixadora na Ordem Nacional do Cruzeiro do Sul, no grau de Grã-Cruz.

A condecoração é destinada a chefes de Estado, chefes de Governo, príncipes, presidente do Poder Legislativo, presidentes das Cortes Supremas de Justiça, ministros de Estado, embaixadores, governadores, almirantes, marechais, marechais-do-ar, almirantes-de-esquadra, generais-de-Exército, tenentes-brigadeiros e outras personalidades de hierarquia equivalente.

Contexto 

A embaixadora  foi flagrada agredindo com tapas no rosto e puxões de orelha uma empregada doméstica da residência oficial da representação diplomática das Filipinas em Brasília.

Leia Também:  Homem foragido da Comarca de Aripuanã é preso por policiais civis de Nova Canaã

As gravações integram inquérito do Ministério Público do Trabalho (MPT). A vítima, de 51 anos, é de origem filipina e embarcou para seu país de origem no último dia 21.

Marichu Mauro estava no cargo desde 7 de abril de 2018. Ela chegou a ser homenageada pelo então presidente  Michel Temer, que recebeu suas credenciais diplomáticas.

Desde janeiro, Marichu Mauro também representa as Filipinas na Venezuela como embaixadora não residente. Ela é, ainda, embaixadora na Guiana, na Colômbia e no Suriname.

Fonte: IG Mundo

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA