728x90 (1)

MUNDO

Índia promete mais vacinas contra covid à África após anúncio chinês

Índia e China têm laços estreitos com muitos países africanos

Publicados

em

A Índia está pronta para enviar mais vacinas contra a covid-19 à África “rapidamente” para ajudar a enfrentar a variante Ômicron, disse o governo do país entre segunda e esta terça-feira, depois que a China prometeu 1 bilhão de doses ao continente.

Índia e China têm laços estreitos com muitos países africanos, mas Pequim injeta muito mais dinheiro na região e na segunda-feira prometeu investir outros US$ 10 bilhões.

Já a Índia disse ter fornecido mais de 25 milhões de doses de vacinas feitas domesticamente a 41 países africanos, a maior parte através da rede global de distribuição de vacinas Covax.

“O governo da Índia está pronto para apoiar os países afetados da África no enfrentamento da variante Ômicron, inclusive com suprimentos de vacinas produzidas na Índia”, disse o Ministério das Relações Exteriores em comunicado.

“Os suprimentos podem ser fornecidos através da Covax ou bilateralmente.”

O comunicado ainda disse que o governo liberou todas as encomendas feitas pela Covax para suprimentos da vacina da AstraZeneca a países como Malawi, Etiópia, Zâmbia, Moçambique, Guiné e Lesoto, além das remessas de doses da vacina indiana Covaxin a Botsuana, mas não disse quantas doses foram aprovadas recentemente.

Leia Também:  Ouçam a Terra e os pobres, diz papa em apelo a líderes na COP26

No mês passado, a Índia retomou o envio de vacinas contra a Covid-19 para o exterior pela primeira vez desde abril, quando proibiu as exportações buscando imunizar seus próprios cidadãos ao ver a disparada das infecções no país.

Fonte: Agência Brasil

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MUNDO

Copa Africana de Nações enfrenta novos problemas por covid-19

Jogo de abertura da competição está marcado para o próximo domingo (9)

Publicados

em

Infecções pelo novo coronavírus (covid-19) causaram mais interrupções às preparações para a Copa Africana de Nações nesta quarta-feira (5), com a seleção de Senegal adiando seu embarque para o torneio e Camarões e Burkina Faso apresentando desfalques para o jogo de abertura no próximo domingo (9).

Cabo Verde e Tunísia também reportaram novos casos positivos de coronavírus e a Costa do Marfim precisou cancelar uma segunda partida de preparação em sua base de treinamento na Arábia Saudita.

Burkina Faso deixou três jogadores ainda em isolamento em Abu Dhabi antes de chegar em Yaounde para a partida contra Camarões no domingo.

Os jogadores Issoufou Dayo, Dramane Nikiema e Kylian Nikiema poderão viajar após testarem negativo, e provavelmente não estarão disponíveis para a partida de domingo, afirmaram as autoridades.

A seleção de Senegal sairia de Dacar na quarta-feira, mas a viagem foi adiada para que o elenco seja testado novamente após os meias Pape Matar Sarr, Nampalys Mendy e o atacante Mame Baba Thiam testarem positivo.

O secretário-geral da Federação de Futebol do Senegal, Victor Seh Cissé, disse que outros seis membros da equipe testaram positivo.

Leia Também:  Anvisa e Conass se reúnem sobre andamento de registro de vacinas | Agência Brasil

Fonte: Brasil

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA