728x90 (1)

MUNDO

Polícia fecha centro de vacinação clandestino contra Covid-19 na Alemanha

Médico e empresário alemão de ultradireita que afirma ter desenvolvido vacina própria contra a covid-19 aplicou dezenas de doses em pacientes na cidade de Lübeck. Produto não tem autorização de órgãos reguladores.

Publicados

em

 

A polícia alemã fechou um falso e, consequentemente, não autorizado centro de vacinação no aeroporto da cidade de Lübeck, no norte da Alemanha. A imprensa alemã relatou que o médico e empresário Winfried Stöcker começou a administrar uma vacina contra a covid-19 desenvolvida por ele próprio no sábado (27) e que não possui qualquer aprovação de órgãos sanitários oficiais

A polícia relatou que cerca de 50 pessoas aparentemente já tinham recebido doses, enquanto mais de 200 pessoas estavam na fila quando a operação foi interrompida. As autoridades apreenderam os líquidos, seringas e registros de listas com os nomes das pessoas que já haviam sido vacinadas, bem como os dados pessoais daqueles presentes no local.

O médico e empresário Winfried Stöcker apareceu no noticiário da Alemanha em março, após ter sido entrevistado pela revista “Der Spiegel”. À públicação, ele afirmou ter desenvolvido uma bem-sucedida vacina contra a covid-19 e testado o produto em si mesmo e que a substância era “97% eficaz”.

Stöcker desenvolveu sua vacina sem qualquer cooperação com os órgãos reguladores. Ele testou o imunizante em si mesmo e em cerca de 100 voluntários.

Leia Também:  Enderson Moreira, técnico do Fortaleza, é internado com covid-19 | Agência Brasil

Stöcker, conhecido por sua personalidade excêntrica e variedade de negócios, é fundador da Euroimmun, uma empresa de diagnósticos médicos e também é proprietário do aeroporto de Lübeck

Nos últimos anos, Stöcker também se destacou por fazer doações consideráveis para o partido de ultradireita Alternativa para a Alemanha (AfD) e por fazer declarações xenófobas contra imigrantes. Algumas das falas do empresário já levaram instituições de Lübeck a se afastarem de Stöcker.

A campanha de vacinação não licenciada é considerada crime sob a legislação alemã referente às normas sanitárias no país.

Especialistas médicos argumentaram que o empresário havia pulado várias etapas de segurança sanitária e não forneceu informações aos órgãos reguladores.

A estranha relação da Alemanha com vacinas

 

Com apenas 68,4% da população totalmente imunizada, a Alemanha

Com apenas 68,4% da população totalmente imunizada, a Alemanha tem uma das taxas de vacinação contra a covid-19 mais baixas na Europa Ocidental. E não é por falta de doses, muito menos por poucas opções de vacinas aprovadas.

Leia Também:  São Paulo retorna a fases mais restritivas de plano contra a covid-19

Os efeitos da taxa de vacinados insuficiente podem ser vistos na atual quarta onda de coronavírus na Alemanha. Os estados alemães com as taxas de vacinação mais baixas, como a Saxônia, Turíngia e a Baviera, estão registrando números recordes de infecções.

Não há informações oficiais sobre o histórico vacinal das pessoas que foram serem vacinadas no aeroporto de Lübeck ou por que decidiram receber um imunizante que não foi regulamentado nem aprovado por órgãos sanitários.

Fonte: G1 Mundo

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MUNDO

Copa Africana de Nações enfrenta novos problemas por covid-19

Jogo de abertura da competição está marcado para o próximo domingo (9)

Publicados

em

Infecções pelo novo coronavírus (covid-19) causaram mais interrupções às preparações para a Copa Africana de Nações nesta quarta-feira (5), com a seleção de Senegal adiando seu embarque para o torneio e Camarões e Burkina Faso apresentando desfalques para o jogo de abertura no próximo domingo (9).

Cabo Verde e Tunísia também reportaram novos casos positivos de coronavírus e a Costa do Marfim precisou cancelar uma segunda partida de preparação em sua base de treinamento na Arábia Saudita.

Burkina Faso deixou três jogadores ainda em isolamento em Abu Dhabi antes de chegar em Yaounde para a partida contra Camarões no domingo.

Os jogadores Issoufou Dayo, Dramane Nikiema e Kylian Nikiema poderão viajar após testarem negativo, e provavelmente não estarão disponíveis para a partida de domingo, afirmaram as autoridades.

A seleção de Senegal sairia de Dacar na quarta-feira, mas a viagem foi adiada para que o elenco seja testado novamente após os meias Pape Matar Sarr, Nampalys Mendy e o atacante Mame Baba Thiam testarem positivo.

O secretário-geral da Federação de Futebol do Senegal, Victor Seh Cissé, disse que outros seis membros da equipe testaram positivo.

Leia Também:  Homem rouba carro, foge da polícia e bate em veículo roubado por uma mulher

Fonte: Brasil

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA