POLICIAL

Empresário que teria agredido digital influencer é denunciado por ex-companheira

Publicados

em

O empresário José Derli Júnior, acusado de agredir a influenciadora digital Kedma Oliveira, 26 anos, foi alvo de novas denúncias devido ao seu suposto comportamento abusivo. A ex-companheira do empresário, Nayla Zimmer, afirmou no Instagram, nesta segunda-feira (4), que também foi vítima de Derli.

Segundo a cirurgiã dentista, o relacionamento abusivo teria acontecido há sete anos, quando ela ainda não tinha maturidade ou coragem para denunciar. Nayla também revelou ter dois filhos com o empresário e um processo na Justiça contra ele.

A ex-companheira do empresário também relatou que cometeu um “erro” ao não denunciar a violência que sofreu e que seu depoimento poderia fortalecer a denúncia da influenciadora digital, Kedma Oliveira, supostamente agredida pelo empresário na noite do último domingo (3).

“A única coisa que peço é que não tirem a voz da vítima! Me arrependo de ter cometido o erro de não relatar quando ocorreu. Minha atitude com certeza estaria fortalecendo o depoimento da Kedmah”, escreveu.

O caso

Na noite do último domingo (3), Kedma Oliveira fez uma série de publicações no Instagram contando que havia sido agredida pelo filho de seu namorado, José Derli. Segundo ela, o enteado, José Derli Júnior teria a agredido e causado ferimentos no seu rosto.

Leia Também:  MT Gás lamenta falecimento do empresário Hernan Jorge Diehl

Kedma também afirmou ter sido mantida em cárcere privado na casa onde estava passando férias com a família, em Florianópolis em Santa Catarina.

Na sequência, Kedma pediu ajuda dos seguidores para acionar a polícia. Segundo ela, mesmo tendo acionado a força policial, sua solicitação não foi atendida.

“Eu só quero ir embora. Eles (a família do agressor) não me deixam, me trancaram falando que eu tinha que ficar aqui (em Santa Catarina). Olha só o que ele fez com a minha boca. Eu não aguento isso. Eu preciso ir embora. Ninguém me deixa ir embora”, disse Kedmah na rede social.

Outro lado

No Instagram, o empresário José Derli Júnior negou todas as acusações. O acusado ainda disse que dará novo pronunciamento por meio da rede social.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLICIAL

Justiça determina internação de menor que matou Isabele com tiro na cabeça

Publicados

em

A Justiça determinou a internação imediata da adolescente acusada de matar a jovem Isabele Ramos, na época com 14 anos, com um disparo na cabeça no condomínio Alphaville I em Cuiabá.

A decisão foi proferida nesta terça-feira (19). A adolescente, segundo o Estatuto da Criança e Adolescente (ECA), poderá ficar três anos internada.

A jovem deve se apresentar na Delegacia Especializada do Adolescente (DEA) acompanhada do pai, Marcelo Cestari.

Mais informações em instantes.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Dupla é presa em flagrante depois de arrombar casa no bairro Goiabeiras
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA