728x90 (1)

POLÍTICA MT

Com 10 emendas modificativas e sob críticas de opositores, Câmara aprova LOA 2022

Na primeira votação, o vereador Diego Guimarães (Cidadania) votou contra a matéria de autoria do Executivo Municipal

Publicados

em

Em sessão extraordinária realizada na tarde desta terça-feira (28), os vereadores por Cuiabá aprovaram a Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2022. A peça orçamentária foi aprovada com 10 emendas modificativas, sendo cinco propostas pela Comissão de Acompanhamento a Execução Orçamentária, e cinco por vereadores.

Além disso, também foram aprovadas todas as mais de 200 emendas impositivas apresentadas pelos parlamentares. No próximo ano, cada parlamentar terá o direito de indicar emendas individuais ou coletivas de até R$ 700 mil. O montante pode ser distribuído entre várias necessidades da população, tendo a obrigatoriedade de se destinar 50% dessa quantia exclusivamente para a área da saúde

Apenas o vereador Diego Guimarães (Cidadania) votou contra a matéria de autoria do Executivo Municipal. “Durante os cinco anos que estou como vereador, tenho visto essa peça orçamentária que demonstra qual é a vontade do gestor que não coaduna com as vontades do povo. Áreas essenciais não estão sendo assistidas pelo poder público. Gasta-se quase R$ 40 milhões em propagandas e outras áreas não essenciais, enquanto com a política municipal de acolhimento a defesa da mulher, por exemplo, gasta-se bem menos”, justificou.

Leia Também:  Lucas do Rio Verde é referência em imunização e recebe prêmio do Governo do Estado

Apesar de ter votado a favor da aprovação da LOA, a vereadora Edna Sampaio (PT) também não poupou críticas à peça orçamentária. “Não poderia votar contra a LOA, mas não posso deixar de fazer as minhas críticas. Essa peça não tem estratégia de enfrentamento dos efeitos da pandemia para o povo cuiabano. Estamos reproduzindo um orçamento anual do ano passado, retrasado e re-retrasado como se não tivesse ocorrido nada de diferente”, pontuou.

O montante é R$ 672.848.628 maior do que o orçamento vigente neste ano, que foi fechado R$ 3.905.159.176. No total, serão destinados R$ 1.494.200.703,00 para a Secretaria Municipal de Saúde e R$ 715.280.844,00 para Educação.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍTICA MT

Prefeito ameniza dificuldades na entrada de Márcia no interior: ‘Capital é vitrine’

Além disso, ele afirma que irá contar com as demais lideranças do arco de alianças da esquerda, para propagar em todo o Estado o projeto de Márcia ao Governo

Publicados

em

O prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) não vê dificuldades em levar o nome de sua esposa, a primeira-dama Márcia Pinheiro (PV), ao interior do Estado. Para ele, inclusive, ela já tem certa capilaridade eleitoral fora da baixada cuiabana devido a visibilidade obtida pela sua gestão frente ao Palácio Alencastro.

“De cara, a primeira-dama, esposa do prefeito da Capital, já tem uma capilaridade, já tem o conhecimento em todo o estado, principalmente devido a uma gestão muito bem avaliada como a nossa, que terminou o primeiro mandato com 86% de aprovação popular. Cuiabá é a Capital do estado, é a maior e mais importante cidade do estado e é vitrine, propagada para todo o estado de Mato Grosso”, avalia.

Além disso, ele afirma que irá contar com as demais lideranças do arco de alianças da esquerda, para propagar em todo o Estado o projeto de Márcia ao Governo.

“Nós temos o apoio da Federação, do PT, PCdoB e PV, que são partidos com grande capilaridade no Estado. Temos o apoio do Neri Geller, do senador Carlos Fávaro, temos o apoio do Solidariedade, partido novo mas que tem raízes fincadas em várias regiões do estado, e temos o apoio do presidente Lula”, cpmpletou.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Lei que reduz ICMS passa a valer em janeiro; maior corte de impostos do País
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA