728x90 (1)

POLÍTICA MT

Cuiabanos vão às ruas protestarem a favor de Bolsonaro e do voto impresso

Publicados

em

Mais de 800 veículos participam da manifestação em favor do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e do voto impresso na tarde deste domingo (1), em Cuiabá. Acompanhados de um trio elétrico, os manifestantes percorreram as principais avenidas da Capital mato-grossense ao som do hino nacional e músicas de apoio ao governo federal.

A Polícia Militar informou que a manifestação iniciou às 15 horas. Os manifestantes se concentraram na Praças das Bandeirantes, na Avenida Historiador Rubens de Mendonça (Av. do CPA).

Logo depois, eles desceram a Avenida Tenente Coronel Duarte (Av. da Prainha) e foram à Getúlio Vargas.

Após a carreata, o grupo se concentraram na Praça 8 de Abril. No local, políticos da ala bolsonarista de Mato Grosso como o deputado federal José Medeiros (Podemos), Victório Galli (Patriotas) e a Coronel Fernanda (Patriota) fizeram discurso a favor do presidente da República.

Grande parte dos manifestantes usava roupas nas cores verde e amarela e carregava cartazes e faixas com mensagens sobre pedido de voto impresso nas eleições de 2022 e com declarações em apoio a Bolsonaro.

Leia Também:  Bolsonaro diz que impasses no Mercosul são pontuais

Houve também registros de faixas com mensagens inconstitucionais, como pedidos de destituição de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

Os protestos seguiram com manifestantes a pé, de carro e de moto.

Além de Cuiabá, houve protestos em outras diversas capitais do Brasil.

Veja o vídeo 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍTICA MT

Caminhoneiros mantêm bloqueio em oito trechos de rodovias em MT

Nestes pontos está sendo permitida somente a passagem de veículos com cargas vivas, perecíveis e ambulâncias.

Publicados

em

Após dois dias do feriado de 7 de setembro, oito municípios de Mato Grosso continuam com trechos das rodovias federais BR-163, BR-364 e BR-070 bloqueados pelos caminhoneiros que manifestam a favor do governo Bolsonaro. Nestes pontos está sendo permitida somente a passagem de veículos com cargas vivas, perecíveis e ambulâncias.

Segundo a concessionária Rota do Oeste, os trechos que seguem interditados pelos manifestantes são: Cuiabá (KM 396 da BR-364), Várzea Grande ( KM 517 da BR-070), Nova Mutum ( KM 601 e KM 593 da BR-163), Lucas do Rio Verde ( KM 687 da BR-163), Sorriso ( KM 745 da BR-163) e Sinop ( KM 821 da BR- 163).

Os trechos de Guarantã do Norte ( KM 1055 da BR-163) e Matupá ( KM 1035 da BR-163) também seguem interditados. Conforme um comunicado que circula nas redes sociais, o objetivo da manisfestação é fazer com que o Congresso Nacional aprove o voto impresso e auditável com contagem pública dos votos.

Os caminhoneiros pedem também a destituição dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) por promoverem uma “ditadura judiciária”.

Leia Também:  Deputado volta a cobrar governo sobre destinação de recursos federais para a saúde

Áudio de Jair Bolsonaro

Na quarta-feira (8), o presidente Jair Bolsonaro emitiu um áudio pedindo aos caminhoneiros que liberem as rodovias do país. Na gravação, Bolsonaro diz que a ação “atrapalha a economia” além de prejudicar toda a população.

“Fala para os caminhoneiros aí, que são nossos aliados, mas esses bloqueios atrapalham a nossa economia. Isso provoca desabastecimento, inflação e prejudica todo mundo, em especial, os mais pobres. Então, dá um toque no caras aí, se for possível, para liberar, tá ok? Para a gente seguir a normalidade. Deixa com a gente em Brasília aqui e agora. Mas não é fácil negociar e conversar por aqui com autoridades. Não é fácil. Mas a gente vai fazer a nossa parte aqui e vamos buscar uma solução para isso, tá ok? E aproveita, em meu nome, dá um abraço em todos os caminhoneiros. Valeu”, disse o presidente na gravação.

Veja vídeo:

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA