728x90 (1)

POLÍTICA MT

Mendes diz que não irá ceder à pressão de policiais penais

Publicados

em

A ameaça de greve dos policiais penais de Mato Grosso fez o governador Mauro Mendes (DEM) cancelar um evento marcado para a última sexta-feira (10), que teria a presença de políticos nacionais. Porém, o gestor já adiantou que não irá ceder a esse tipo de pressão, contudo, tem uma reunião foi marcada com a categoria na terça-feira (14).

 

Os policiais penais reivindicam aumento salarial. A proposta apresentada pelo sindicato foi rejeitada pelo governo. Com a negativa, eles decidiram pela greve, com início previsto para esta segunda-feira (13). Mas a paralisação foi suspensa após a convocação de uma nova reunião entre o sindicato e a Casa Civil.

Por causa da tensão do anúncio da greve, Mendes cancelou a inauguração das novas alas da Penitenciária Central do Estado (PCE). “Nós tínhamos autoridades nacionais que viriam aqui e tivemos que cancelar para não expor o Estado de Mato Grosso àquela situação de constrangimento”.

 

Esse tipo de atitude, segundo o governador, é “muito ruim” e não é assim que se negocia. “Não é com esse tipo de pressão que iremos ceder e eu já demonstrei isso em outras oportunidades”.

Leia Também:  Câmara de Cuiabá aprova aumento de V.I. para R$ 18 mil mensais

 

Apesar de adiantar que não cederá, Mauro diz que vai “dialogar” sobre o pedido da categoria. “O governo tem muita dificuldade em aceitar esse tipo de pressão para fazer negociação. Nós sempre tivemos as portas abertas e a gente esta aprofundando nesse tema para conhecer e compreender melhor. Vamos dialogar, não tem problema fazer o diálogo”.

Fonte: Gazeta Digital

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MATO GROSSO

Mendes anuncia abertura de novos leitos para atender pacientes com covid-19

De acordo com o boletim epidemiológico, divulgado na tarde desta segunda-feira (17), a Secretaria de Estado de Saúde aponta que o Estado pactuou 10 novos leitos

Publicados

em

O governador Mauro Mendes (DEM) deve reabrir novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para atender a demanda de pacientes infectados com covid-19 em Mato Grosso.

De acordo com o boletim epidemiológico, divulgado na tarde desta segunda-feira (17), a Secretaria de Estado de Saúde aponta que o Estado pactuou 10 novos leitos. No total, são 204 leitos, sendo 187 adultos e 17 pediátricos. A taxa de ocupação de leitos adultos é de 72,38%. Já a taxa de ocupação pediátrica é de 35,29%.

“Nós já mandamos abrir algumas UTIs. Estamos fazendo esse trabalho. E vamos exigir que todos os entes contratualização possam manter esse mesmo nível de serviço para atender a população”, declarou Mendes, em entrevista na tarde desta segunda, no Palácio Paiaguás.

Em Cuiabá, o Hospital Estadual Santa Casa está com 100% das UTIs ocupadas. O Hospital Júlio Müller apresenta 85,71% e o Hospital Regional Hilda Strenger Ribeiro, em Nova Mutum, 90%.

CARNAVAL

O governador também voltou a criticar a realização do Carnaval. Defendeu que as prefeituras observem a elevação dos casos por conta do aumento dos casos antes de tomarem qualquer decisão.

Leia Também:  Vigilante de aeroporto é baleado por policiais da Rotam ao ser confundido com ladrão

“A minha opinião é que o Carnaval seja cancelado. Ficou comprovado que no final do ano que em função das muitas festas no Brasil inteiro, houve uma explosão do surto de contaminação. Graça a Deus, com a vacina nós tivemos o baixo número de mortes”, opinou.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA