728x90 (1)

POLÍTICA MT

Três secretários oficializam saída do governo para disputar AL em 2022

Eles devem se desincompatibilizar do cargo até abril do próximo ano, conforme determina a legislação eleitoral

Publicados

em

A eleição de outubro do próximo ano obrigará o governador Mauro Mendes (DEM) a promover mudanças em seu primeiro escalão estadual. Até o momento, três secretários já comunicaram ao democrata que irão deixar os cargos para viabilizarem seus nomes para a disputa eleitoral de 2022.

Trata-se do secretário de Saúde Gilberto Figueiredo (DEM), do secretário de Cultura, Esporte e Lazer Alberto Machado (DEM), e ainda o diretor-presidente da Central de Abastecimento de Mato Grosso, Silvano Amaral (MDB).

Eles devem se desincompatibilizar do cargo até abril do próximo ano, conforme determina a legislação eleitoral. Todos irão encarar a disputa visando uma cadeira na Assembleia Legislativa.

A informação é do próprio chefe do Executivo Estadual, que também adianta que já definiu os substitutos para essas pastas. Mendes, contudo, não quis revelar os nomes. “Tenho as decisões, mas eu comunico elas no momento certo”, disse em coletiva de imprensa na manhã desta terça-feira (28).

Além deles, o presidente da Companhia Mato-grossense de Mineração (Metamat) Juliano Boraczynski, não descarta a possibilidade de encarar a eleição de 2022. Assim como o presidente da MT Par, Wener Santos, que vem sendo incentivado pelo irmão, o ex-senador Cidinho Santos.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Governador assina convênio de R$ 2,3 milhões e Jangada terá 100% das ruas recuperadas
Propaganda

MATO GROSSO

Mendes anuncia abertura de novos leitos para atender pacientes com covid-19

De acordo com o boletim epidemiológico, divulgado na tarde desta segunda-feira (17), a Secretaria de Estado de Saúde aponta que o Estado pactuou 10 novos leitos

Publicados

em

O governador Mauro Mendes (DEM) deve reabrir novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para atender a demanda de pacientes infectados com covid-19 em Mato Grosso.

De acordo com o boletim epidemiológico, divulgado na tarde desta segunda-feira (17), a Secretaria de Estado de Saúde aponta que o Estado pactuou 10 novos leitos. No total, são 204 leitos, sendo 187 adultos e 17 pediátricos. A taxa de ocupação de leitos adultos é de 72,38%. Já a taxa de ocupação pediátrica é de 35,29%.

“Nós já mandamos abrir algumas UTIs. Estamos fazendo esse trabalho. E vamos exigir que todos os entes contratualização possam manter esse mesmo nível de serviço para atender a população”, declarou Mendes, em entrevista na tarde desta segunda, no Palácio Paiaguás.

Em Cuiabá, o Hospital Estadual Santa Casa está com 100% das UTIs ocupadas. O Hospital Júlio Müller apresenta 85,71% e o Hospital Regional Hilda Strenger Ribeiro, em Nova Mutum, 90%.

CARNAVAL

O governador também voltou a criticar a realização do Carnaval. Defendeu que as prefeituras observem a elevação dos casos por conta do aumento dos casos antes de tomarem qualquer decisão.

Leia Também:  Governo investe R$ 468 milhões em obras no Norte e Noroeste do Estado

“A minha opinião é que o Carnaval seja cancelado. Ficou comprovado que no final do ano que em função das muitas festas no Brasil inteiro, houve uma explosão do surto de contaminação. Graça a Deus, com a vacina nós tivemos o baixo número de mortes”, opinou.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA