POLÍTICA MT

Vereador derrotado é o 1º secretário anunciado por Emanuel

Luis Cláudio, que é líder do Governo na Câmara, vai comandar a Secretaria Municipal de Governo

Publicados

em

O prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro (MDB) anunciou, na manhã desta segunda-feira (21), que o vereador Luis Claudio (PP) vai chefiar a Secretaria Municipal de Governo no próximo mandato.

Aliado de Emanuel e atual líder de governo na Câmara, Luis Claudio foi derrotado nas urnas na eleição deste ano e não conseguiu retornar ao Parlamento municipal.

Por meio de nota, o prefeito explicou que Luis Claudio será responsável pela relação institucional da prefeitura e demais Poderes e órgãos.

“Ao fazer o convite para o parlamentar, que também é seu amigo de longa data, o executivo incumbiu Luis Cláudio de fortalecer as relações institucionais da Prefeitura de Cuiabá com os demais poderes e instituições, a exemplo da Câmara Municipal e da sociedade civil organizada”, consta em nota do prefeito.

“Luis Cláudio também será responsável por acompanhar, monitorar e cobrar das demais secretarias o cumprimento das metas e prazos estabelecidos no plano de governo do segundo mandato de Emanuel Pinheiro. Tal plano será avaliado anualmente pelo secretário junto ao prefeito”, emendou.

Leia Também:  Deputado Thiago Silva apresenta projeto para construção de ponte sobre o rio Ariranha

A nota ainda explica que Luis Cláudio deve cumprir o restante de seu mandato como vereador até o dia 31 de dezembro e assumirá o cargo no Executivo municipal no dia 1º de janeiro. No entanto, ele participará do processo de transição de governo.

Atualmente, quem comanda a pasta é a secretária Ozenira Félix, que assumiu recentemente, em substituição a Lincoln Sardinha, que saiu para atuar na campanha de reeleição do prefeito.

Perfil

Luis Cláudio de Castro Sodré tem 54 anos, é casado, natural do Rio de Janeiro (RJ), mas vive há 42 anos em Cuiabá.

Formado em Direito, é servidor de carreira do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), onde ingressou em 1987.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍTICA MT

Pinheiro: ‘será que eu vou ter que ser governador para colocar o VLT pra circular em Cuiabá e VG’

Publicados

em

Prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), voltou a ‘cutucar’ o governador Mauro Mendes, em uma live na internet, nesta terça-feira (12), ao comentar a troca de Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) pelo Bus Rapid Transit (BRT) pelo Governo do Estado. O emedebista tem ‘batido o pé’ em não deixar enterrar o VLT em Cuiabá. Pinheiro ainda questiona o Palácio Paiaguás de ter feito a troca de modal, ‘nas escuras’, sem que houvesse uma conversa com ele.

Emanuel fez questão de frisar que, apesar de ser defensor da implantação do VLT, quer que o Governo Mauro Mendes (DEM) apresente argumentos para os dois municípios de que o BRT será a melhor opção. E ainda que busccará todas as formas possíveis, na justiça e, politicamente, para evitar que seja implantado o BRT sem que a Capital seja ouvida antes.

“Será que eu vou ter que ser governador para resolver isso?” argumentou Emanuel ao pontuar que acredita que a gestão estadual não estaria dando conta de resolver o impasse do VLT, sugerindo que o destino o estaria empurrando para ser o próximo governador.

Leia Também:  Secretário de Saúde recomenda que população continue seguindo medidas de prevenção à Covid-19

Mesmo que pouco depois, deixe claro, que não estaria em seu planos, uma disputa em 2022 à Governadoria, como têm dito alguns de seus correligionários. Lembrando que seu posicionamente é que todo prefeito de grandes cidades e de capitais podem, claro, um dia sonhar com o Governo do Estado e que isto é natural, mesmo que não esteja em seus planos.

Pinheiro já havia tocado neste tema recentemente, usando o velho chavão que “todo político tem essa vontade”, ainda mais, sendo prefeito da Capital.

“Eu estaria sendo falso se falasse que não sonho [em ser governador]. É claro que você sonha. Você sonha em ocupar o cargo mais importante do Estado e fazer mais ainda pela minha Cuiabá e pelo meu Estado de Mato Grosso […] Mas isso sem forçar a natureza divina, sem colocar a carroça na frente dos bois e sem brincar com a população cuiabana. Tudo tem seu tempo e se for abençoado por Deus”, disse.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA