728x90 (1)

TECNOLOGIA

PlayStation 5 fica mais barato no Brasil após redução de IPI; veja o preço

Publicados

em


source

Olhar Digital

PlayStation 5
Redação Olhar Digital

Sony divulga queda de preço no PlayStation 5

A Sony anunciou nesta terça-feira (3) a redução de preços para a nova linha PlayStation 5 de consoles e de acessórios. Agora, o PlayStation 5 Digital Edition (sem leitor de mídia física) tem o preço sugerido de R$ 4.499 reduzido para R$ 4.199. Já o PlayStation 5 “normal”, com leitor de Blu-ray, passa de R$ 4.999 para R$ 4.699.

A baixa nos preços é resultado da  redução de IPI para o mercado de games anunciada pelo governo brasileiro no final de outubro. A novidade foi publicada por Miguel Cunha, General Manager da PlayStation Brasil, no blog da companhia. Os novos preços sugeridos entram em vigor imediatamente, e a mudança “também abrangerá aqueles que já compraram na pré-venda”.

Leia Também:  Jogos de graça! Veja como baixar os títulos liberados pela Epic Games

Assim, usuários que fizeram a pré-compra dos novos dispositivos deverão receber informações diretamente dos varejistas “nos próximos dias”, informou a Sony .

DualSense mais barato 

Além dos videogames , em si, os acessórios que compõem a nova linha PlayStation também tiveram redução de preços. O novo controle sem fio DualSense passa de R$ 499 para R$ 469, e a câmera HD passa de R$ 449 para R$ 419.

O lançamento do PlayStation 5 no Brasil está agendado para o dia 19 de novembro. De acordo com a Sony , a expectativa é comercializar 100 milhões de unidades do novo console, embora não tenha divulgado uma estimativa de tempo para atingir a meta.

O anúncio da Sony também está alinhado com o feito pela Microsoft há poucos dias. A companhia também reduziu o preço dos novos  Xbox Series X/S , que passarão a custar, respectivamente, R$ 4.599 e R$ 2.799 – os valores anteriores eram de R$ 4.999 e R$ 2.999.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

TECNOLOGIA

Cientistas desenvolvem o menor chip do mundo que pode ser injetado no corpo com agulha

O novo dispositivo é tão minúsculo que é comparado a um grão de sal e, no futuro, poderá ser usado para monitorar processos corporais por meio de ultrassom

Publicados

em

Engenheiros da Universidade de Columbia (EUA) desenvolveram o menor chip sem fio do mundo com finalidades médicas, um dispositivo do tamanho de um minúsculo grão de sal, que poderia no futuro ser introduzido no corpo humano com uma agulha hipodérmica para monitorar condições clínicas.

“Queríamos ver até onde poderíamos empurrar os limites para construir o menor chip funcional possível. É uma ideia nova de chip como sistema: um chip que, por si só, é um sistema eletrônico em pleno funcionamento”, disse o líder do estudo, Ken Shepard.

O novo chip ocupa um volume total inferior a 0,1 mm³. Como mostra a imagem abaixo, seu volume é tão pequeno que pode ser injetado facilmente com uma agulha. A equipe usou ultrassom para carregar dados e se comunicar com o dispositivo sem usar fios.

Os pesquisadores fizeram uma “antena” que é instalada diretamente no topo do chip, onde são capazes de carregar dados e até se comunicarem com ele. Tanto o carregamento quanto a comunicação ocorrem por meio de ultrassom.

Leia Também:  Para fugir de banimento, TikTok abre seu algoritmo e desafia outros aplicativos

“Isso é revolucionário para o desenvolvimento de dispositivos médicos implantáveis sem fio miniaturizado que podem detectar coisas diferentes, ser usados em aplicações clínicas e, em última análise, ser aprovados para uso humano”, afirmou o pesquisador Shepard.

O objetivo dos pesquisadores é desenvolver chips que possam ser injetados no corpo com uma agulha hipodérmica (que consegue alcançar os músculos) e, uma vez dentro do corpo, se comuniquem com o exterior por meio de ultrassom, fornecendo os dados que coleta localmente.

Os dispositivos atuais que foram criados medem a temperatura corporal, mas existem muitas outras possibilidades nas quais a equipe está trabalhando. O estudo foi publicado na revista Science Advances.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA