728x90 (1)

TECNOLOGIA

Sony confirma controle do PS5 com botões Netflix e Disney+

Publicados

em


source

Tecnoblog

playstation 5 ps5
Divulgação/Sony

PlayStation 5 terá serviços de streaming direto no console

A Sony revelou que o PS5 terá diversos aplicativos de multimídia e streaming em seu lançamento, e alguns deles estarão presentes nos botões do controle remoto oficial do console. Este controle, com os mesmos botões, foi revelado com exclusividade pelo Tecnoblog em setembro , a partir do manual de instruções do acessório.

Controle e Apps do PS5

Apple TV , Disney+ , Netflix e outros aplicativos englobam a lista divulgada pela Sony no blog oficial do PlayStation , onde a empresa também revelou a primeira imagem oficial do controle, que contém ainda botões para YouTube e Spotify . Ao pressionar de um destes botões, o aplicativo é iniciado.

Como anteriormente informado, a presença de um botão dedicado para uma plataforma de streaming envolve negociações entre empresas: uma fabricante de TV pode obter benefícios ao expor a marca de um serviço de filmes no controle remoto, por exemplo, já que tem o potencial de atrair novos assinantes para a empresa parceira. No Brasil o controle seguirá o mesmo padrão dos EUA. Em outras partes do mundo, isso pode variar.

Leia Também:  Quer testar o iOS 14 antes do lançamento? Saiba como

Estes são os apps que serão lançados junto com o PS5 :

  • Apple TV
  • Disney+
  • Netflix
  • Spotify
  • Twitch
  • YouTube

Vale lembrar que o Disney+ chega ao Brasil em 17 de novembro , dois dias antes da data de lançamento oficial do PlayStation 5 no país. Nos EUA o streaming já está disponível desde o final de 2019.

Outro detalhe é que, no mesmo post, a Sony explica que outros aplicativos serão lançados no console no futuro, incluindo o Prime Video , que fica de fora deste momento inicial – mas segue disponível no PS4 .

Ainda sobre os apps de streaming , a empresa explicou também como eles vão funcionar: não será preciso baixá-los da PlayStation Store , como ocorre no PS4. Todos ficarão reunidos em uma opção chamada “Mídia”, dedicado a reunir todos os softwares com este objetivo.

COMENTE ABAIXO:

Propaganda

TECNOLOGIA

Cientistas desenvolvem o menor chip do mundo que pode ser injetado no corpo com agulha

O novo dispositivo é tão minúsculo que é comparado a um grão de sal e, no futuro, poderá ser usado para monitorar processos corporais por meio de ultrassom

Publicados

em

Engenheiros da Universidade de Columbia (EUA) desenvolveram o menor chip sem fio do mundo com finalidades médicas, um dispositivo do tamanho de um minúsculo grão de sal, que poderia no futuro ser introduzido no corpo humano com uma agulha hipodérmica para monitorar condições clínicas.

“Queríamos ver até onde poderíamos empurrar os limites para construir o menor chip funcional possível. É uma ideia nova de chip como sistema: um chip que, por si só, é um sistema eletrônico em pleno funcionamento”, disse o líder do estudo, Ken Shepard.

O novo chip ocupa um volume total inferior a 0,1 mm³. Como mostra a imagem abaixo, seu volume é tão pequeno que pode ser injetado facilmente com uma agulha. A equipe usou ultrassom para carregar dados e se comunicar com o dispositivo sem usar fios.

Os pesquisadores fizeram uma “antena” que é instalada diretamente no topo do chip, onde são capazes de carregar dados e até se comunicarem com ele. Tanto o carregamento quanto a comunicação ocorrem por meio de ultrassom.

Leia Também:  Disney+ chega a mais oito países europeus; serviço desembarca no Brasil em breve

“Isso é revolucionário para o desenvolvimento de dispositivos médicos implantáveis sem fio miniaturizado que podem detectar coisas diferentes, ser usados em aplicações clínicas e, em última análise, ser aprovados para uso humano”, afirmou o pesquisador Shepard.

O objetivo dos pesquisadores é desenvolver chips que possam ser injetados no corpo com uma agulha hipodérmica (que consegue alcançar os músculos) e, uma vez dentro do corpo, se comuniquem com o exterior por meio de ultrassom, fornecendo os dados que coleta localmente.

Os dispositivos atuais que foram criados medem a temperatura corporal, mas existem muitas outras possibilidades nas quais a equipe está trabalhando. O estudo foi publicado na revista Science Advances.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

política mt

mato grosso

policial

ENTRETENIMENTO

MAIS LIDAS DA SEMANA